27.7 C
Vitória
terça-feira, 26 janeiro, 2021

O ES pocou no IDEB!

Mais Artigos

O mercado do disco de vinil aquece na pandemia

O tamanho dos discos de vinil nos possibilita ver melhor os detalhes das suas capas e dos lindos encartes

Sinal de alerta no Planalto

Bolsonaro encontra-se em um beco sem saída? É evidente que não. Ele detém recursos que podem mudar o jogo

Quando um pouco de solidariedade faz muita diferença

Num país com tantas desigualdades sociais, contribuir para a manutenção e a sobrevivência de projetos e ações que, no dia a dia, auxiliam pessoas com maior vulnerabilidade tornou-se indispensável

O que esperar do Governo de Joe Biden nos EUA

Biden já está fazendo nomeações para o gabinete que refletem a diversidade da América

O ano de 2019 foi o que apresentou o melhor resultado em toda a série histórica do IDEB da 3ª série do ensino médio da rede estadual capixaba

Por Pablo Lira

O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) é um indicador nacional que permite o monitoramento da qualidade da educação.

Ele é calculado, a cada dois anos, pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) com base nas variáveis da taxa de rendimento escolar (aprovação) e as médias de desempenho nos exames de aprendizado.

Os dados de aprovação são obtidos por meio do Censo Escolar e as informações sobre o desempenho utilizadas são as da Prova Brasil, para instituições de ensino e municípios, e do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB), para as Unidades da Federação (UFs) e país.

Recentemente o INEP divulgou os índices de 2019. Ao enfocar o IDEB para a 3ª série do ensino médio da rede privada e pública, constatamos que o Espírito Santo e Goiás alcançaram 4,8 pontos, os melhores resultados entre as UFs. Contudo, o ES não alcançou a sua meta de 5,3, ficando meio ponto abaixo da mesma.

No IDEB do ensino médio (3ª série) da rede privada, o Espírito Santo apresentou o terceiro melhor índice (6,3), ficando atrás de Minas Gerais e Paraná, ambos com 6,4 pontos. O indicador da rede privada capixaba ficou 0,6 ponto abaixo da meta de 6,9. Isso influenciou o distanciamento da meta apurada para o IDEB geral, que considera a rede privada e pública. De toda forma, a rede privada do ES conseguiu avançar de 6,1 em 2017 para o resultado observado em 2019.

Na perspectiva do ensino médio da rede pública estadual, o ES registrou o segundo melhor índice (4,6), sendo superado somente por Goiás (4,7). O IDEB do ensino médio público do Espírito Santo se aproximou muito da meta de 4,7, uma diferença de 0,1.

Insta salientar que em 2017 o IDEB do ES nesse recorte de rede foi de 4,1, enquanto a meta era de 4,4. Nos últimos dez anos, a educação capixaba vem apresentando avanços significativos. Em toda a série histórica do IDEB da 3ª série do ensino médio da rede estadual, 2019 foi o ano que evidenciou o melhor resultado.

Na comparação com 2017 crescemos meio ponto. Esse é um indicativo que a educação do ES está em desenvolvimento contínuo e gradual.

Vale lembrar que os efeitos da pandemia da COVID-19 vão dificultar a educação capixaba alcançar seus objetivos. Entretanto, com a intensificação de ações, como o cumprimento das metas do Plano Estadual de Educação, a valorização dos docentes, ampliação do ensino em tempo integral, diminuição das desigualdades da rede, melhoria da infraestrutura escolar, dentre outras estratégias implementadas pela Secretaria de Educação (SEDU), bem como a nobre atuação de gestores, professores e estudantes, temos condições de superar a meta estabelecida para 2021, que é de 4,9.

Os resultados aqui apresentados possibilitam aos capixabas comemorar. Com os pés no chão e perseverança, devemos intensificar ações assertivas para alcançar resultados ainda melhores nos próximos anos. Com orgulho e serenidade, é possível reconhecer que pocamos no IDEB! E assim, o ES se destaca em mais um campo das
políticas públicas.

Pablo Lira, é Doutor em Geografia, Mestre em Arquitetura e Urbanismo, pesquisador do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) e professor da Universidade Vila Velha (UVV)

ES Brasil Digital

ESBrasil-184 - Retrospectiva
Continua após publicidade

Fique por dentro

Série histórica mostra ocupação hoteleira durante a pandemia

Já estão disponíveis no Observatório do Turismo os dados relativos à taxa de ocupação hoteleira relativa ao ano de 2020, nos municípios de Vitória, Vila Velha e Serra

Sicoob inicia 2021 com recordes de movimentações financeiras

Instituição tem atuado para facilitar acesso a produtos e serviços financeiros aos seus mais de 5 milhões de cooperados

Concessão da Codesa: o que muda!

A Federação das Indústrias do Espírito Santo promoveu uma audiência para esclarecer o setor produtivo sobre o processo de desestatização da Codesa, a Companhia Docas do ES

Produção agropecuária de 2020 alcança R$ 871 bilhões

as variáveis determinantes para os resultados estão relacionadas aos preços dos produtos no mercado interno

Vida Capixaba

Ação conscientiza frequentadores em praia de Guarapari

A ação visava conscientizar os frequentadores da Enseada Azul, em Guarapari, contra o descarte de lixo na areia das praias

Mucane e Circuito Cultural de Vitória retomam aulas na próxima segunda-feira

Oficinas presenciais de percussão, cavaquinho, dança afro brasileira na modalidade “Tribal” e capoeira

TOTVS Espírito Santo foi eleita a melhor unidade do Brasil em 2020

A TOTVS é conhecida como a maior empresa de tecnologia do Brasil, e sua unidade do ES foi eleita a melhor unidade do Brasil em 2020

Queijos: segunda maior agroindústria capixaba

Queijos com adição de especiarias e ervas finas, com recheio de geleias de frutas, doce de leite e embutidos, ou até defumados, são algumas versões de queijos capixabas que demonstram a potencialidade do setor