25.6 C
Vitória
segunda-feira, 28 setembro, 2020

36% dos brasileiros usaram nomes de terceiros para comprar

Leia Também

4.500 oportunidades de conquistar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH)

Na manhã desta segunda-feira (28), o governador do Estado, Renato Casagrande, lançou a 2ª fase do programa CNH Social, desenvolvido pelo Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES).

STF tem 4 ministros a favor da reserva de verbas para candidaturas negras

"A conquista da igualdade do voto, no mundo todo, foi essencial e necessária para o combate e a diminuição de todas as formas de discriminação, porém não suficiente", disse Moraes

Aulas presenciais para o Ensino Médio da Rede Estadual retornam no próximo dia 13

Revezamento, inquérito sorológico e sinalização de ambientes estão entre as medidas adotadas pelo Governo do Estado no retorno às aulas, previsto para o dia 13 de outubro. 

Segundo pesquisa do CNDL/SPC Brasil, que pais e os cônjuges são os que mais emprestaram nomes para comprar

Emprestar o nome para terceiros fazerem uma compra pode não ser uma boa atitude. No caso de atraso no pagamento, causa transtorno a quem empresta, atrapalhando inclusive a relação de amizade entre as duas partes.

Um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) mostra que 36% dos consumidores brasileiros fizeram compras utilizando o nome de terceiros nos 12 meses anteriores a pesquisa.

A pesquisa que foi feita em todo o país revelou, ainda, que o hábito de pedir o nome emprestado é ainda maior entre as pessoas de mais baixa renda (38%) e entre os jovens (46%). A prática é usada por quem não tem acesso ao crédito por imprevistos ou uma reserva de emergência.

E em cada dez pessoas que pediram o nome emprestado para realizar compras parceladas, três (30%) se encontravam com o limite estourado no cheque especial ou cartão de crédito. Outros 22% não tinham determinadas modalidades de crédito à disposição para uso, 18% estavam com o ‘nome sujo’ e 16% tiveram crédito negado.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, avalia que é necessário pensar bem na hora de emprestar o nome a terceiros. “O consumidor que empresta seu nome precisa refletir sobre as consequências do ato, pois a responsabilidade legal sobre a dívida é sempre de quem emprestou, já que, formalmente, ele é o titular da pendência financeira”, disse.

Terceiros

Segundo a pesquisa, as pessoas mais procuradas para emprestar seus nomes são aquelas do círculo de convivência, como os pais (28%), os cônjuges (21%), amigos (17%) e irmãos (16%). E quem solicita a ajuda recebe uma resposta positiva, uma vez que 77% dos entrevistados sempre conseguiram o nome emprestado, mesmo que parte tenha enfrentado algum tipo de dificuldade (22%).

A pesquisa revela que os argumentos de convencimento mais utilizados por quem pede o nome emprestado são a obrigação de pagar uma dívida (22%) e a necessidade de fazer compras em supermercados (17%). Há ainda 14% de pessoas que alegaram ter de comprar algo para o filho.

Além disso, 7% das pessoas que pediram o nome emprestado nem mesmo avisaram o dono do dinheiro sobre a quantia que seria usada e, entre aqueles que avisaram, o valor a ser gasto (87%), 11% acabaram consumindo algo acima do que estava combinado.

 

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Dia dos Pais: 47,8% das pessoas comprarão presentes on-line

De acordo com uma pesquisa, 57,6% das pessoas entrevistadas pretendem celebrar o Dia dos Pais; 21,5% ainda estão na dúvida sobre comemorar ou não.

Consumidores que compraram alimentos pela internet chegam a 53%

Isolamento social causado pela covid-19 influencia pesquisa. Saiba mais! Uma pesquisa feita em 36 países mostra que no Brasil 53,4% dos consumidores compraram alimentos pela...

Interesse por compras online deve continuar após pandemia

Pesquisa ouviu mais de 2 mil pessoas sobre comércio eletrônico. Confira! O interesse dos consumidores em fazer compras online, alavancado pelo isolamento social, deverá permanecer...

Em alta: dinheiro digital e compras perto de casa se tornam preferências

Na hora da compra, há diferentes critérios que nos fazem escolher um produto ou estabelecimento

Vendas do varejo sobem 13,9% em maio ante abril, revela IBGE

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam queda de 8,6% no ano e redução de 1% em 12 meses. Confira! Por Daniela Amorim (AE) As vendas...

Intenção de consumo das famílias tem maior queda em dez anos, diz CNC

Em comparação a junho do ano passado a queda é de 24,1%. Confira! A Intenção de Consumo das Famílias (ICF), medida pela Confederação Nacional do...

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Economia: pedidos de seguro-desemprego caem 11,6% na 1ª quinzena de setembro

O custo de cada parcela adicional é estimado em R$ 8,35 bilhões, segundo cálculos da equipe econômica obtidos pelo Broadcast

‘Vamos fazer programa de substituição tributária’, diz Guedes

Ricardo Barros (PP-PR), afirmou ainda que não haverá aumento de carga tributária na proposta de reforma que o governo construirá

Conab avalia que Brasil terá segunda maior safra de café em 2020

O 3º Levantamento da Safra 2020 de Café, divulgado hoje (22), em Brasília, pela Companhia Nacional do Abastecimento (Conab), foi estimado em 61,6 milhões...

Valor Bruto da Produção Agropecuária deve ser recorde de R$ 823 bi, diz CNA

Outros fatores que podem influenciar o indicador do setor são o aumento de 4,3% na produção, a alta de 18,7% nos preços

Vida Capixaba

Retorno de cirurgias eletivas impulsiona crescimento das plásticas

O aumento da procura por cirurgias atinge todas as faixas etárias e principalmente os jovens.

Doenças tireoidianas no idoso e a associação entre Covid-19 e a tireoide fazem parte de evento científico

De 30 a 31 de outubro ocorrerá o 19º Encontro Brasileiro de Tireoide (EBT), pela primeira vez online, em razão da pandemia da covid-19....

Cirurgia inédita no Estado para tratar tumores de pulmão

O procedimento é inovador! Chamado de lobectomia uniportal por vídeo, o procedimento será realizado no dia 26 de setembro. 

Farol Santa Luzia e Igreja do Rosário são reabertos com novas regras de visitação

A reabertura dos pontos turísticos capixabas acontece aos poucos e na última quarta feira (23) mais dois, localizados em Vila Velha, reabriram para visitação depois de ficarem fechados por meses, em consequência da pandemia do novo Coronavírus.
Continua após publicidade