26.6 C
Vitória
domingo, 14 abril, 2024

Nikolas Ferreira pode receber título no ES

Projeto em tramitação na ALES discute a concessão de título de cidadão espirito-santense a Nikolas Ferreira

Por Redação

O deputado federal Nikolas Ferreira (PL-MG) pode ser agraciado, nos próximos dias, com o título de Cidadão Espírito-Santense. O parlamentar é alvo de mais de um pedido de cassação por quebra de decoro parlamentar após fazer discurso considerado transfóbico na Câmara dos Deputados,.

- Continua após a publicidade -

Tramita na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) um Projeto de Decreto Legislativo (PDL) que visa conceder a honraria ao político mineiro. A medida é de autoria do deputado Lucas Polese (PL), companheiro de legenda de Nikolas. Antes de ser votado em plenário, o PDL aguarda o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

“Cristão, conservador e defensor da família, como se descreve, coordena o movimento Direita Minas, e é uma referência da direita no cenário da política brasileira atual, principalmente para os jovens, tendo criado na Câmara dos Deputados a Frente Parlamentar pela Juventude. Como Deputado Federal, tem atuado na defesa da democracia, dos princípios da Direita e da juventude em todo o Brasil, inclusive no Espírito Santo”, diz o deputado capixaba na justificativa da proposta.

Em outro trecho do documento, Polese afirma que, além de, segundo ele, ter participado ativamente de diversos movimentos políticos realizados no Estado, Nikolas segue estreitando relações com o Espírito Santo por meio de seu noivado com a capixaba Lívia Orletti.

“Outro fato que estreita a relação de Nikolas Ferreira com nosso Estado é o fato de estar noivo da capixaba Lívia Orletti, moradora da cidade de Pinheiros, no norte do Estado. Desse modo, diante do importante papel que Nikolas Ferreira possui na sociedade brasileira e da estreita relação com nosso estado, requer que seja concedido à ele o título de Cidadão Espírito-Santense”, destaca o parlamentar no projeto.

Segundo conteúdo divulgado nas redes sociais de Polese, Nikolas deve visitar o Espírito Santo no próximo dia 27, para participar de um evento organizado pela ala jovem do PL, no Centro de Convenções de Vitória, na Capital.

No último mês, na Câmara dos Deputados, um discurso do parlamentar mineiro viralizou na internet em 8 de março deste ano, após ele ironizar o feminismo e dizer que o lugar das mulheres está sendo “roubado” por “homens que se sentem mulheres”. 

O mineiro de 26 anos colocou uma peruca loura para ter o seu “lugar de fala” respeitado no Dia das Mulheres. O ato abriu debate sobre a possibilidade de Nikolas ter praticado transfobia e ter infringido o decoro parlamentar.

Natural de Minas Gerais, Nikolas Ferreira se tornou o deputado federal mais votado do país nas últimas eleições. Filiado ao PL, o jovem que recebeu quase 1,5 milhão de votos é apoiador de Bolsonaro e próximo dos filhos do ex-presidente. 

Essa aproximação, no entanto, não se restringe apenas à amizade. Durante a pandemia, o parlamentar seguiu a mesma linha do ex-chefe de estado e tentou revogar a lei que obrigava o uso de máscaras em espaços públicos em Belo Horizonte.

Nikolas é bacharel em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC-Minas) e se descreve nas redes sociais como “cristão, conservador e defensor da família”. 

Nas redes sociais, o deputado já acumula quase nove milhões de seguidores. No ambiente virtual, tornou-se conhecido por falas polêmicas e de grande repercussão. 

Durante as eleições de outubro do ano passado, por exemplo, o parlamentar convocou jejuns e vigílias na tentativa de convencer fiéis indecisos ou eleitores de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) a votar em Bolsonaro.

Sua atuação na Câmara, até o momento, se restringe ao discurso voltado à família, religião e liberdade econômica. 

Antes de conquistar a cadeira no parlamento, o deputado já pleiteou uma vaga na Prefeitura de Belo Horizonte e recebeu cerca de 30 mil votos para ser vereador. Durante seu mandato de vereador, Ferreira apresentou 13 projetos de lei, dentre eles, um contra a adoção da linguagem neutra.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA