22.1 C
Vitória
terça-feira, 9 agosto, 2022

Mostra inédita exibe linha do tempo interativa no Espírito Santo

esbrasil-mostra-reviravolta
Com as duas exposições em Vitória, a Videobrasil, criada ainda nos tempos da ditadura, apresenta e fomenta o uso político, combativo e libertário que os artistas fazem do vídeo - Foto: Denis Tocafundo/Divulgação

Com mais de 200 registros do Acervo Videobrasil, a mostra inédita Reviravolta permite uma viagem interativa pelos acontecimentos da História

Por Wesley Ribeiro

E se pudéssemos viajar pelo tempo, chegando ao futuro ou ao passado à vontade? Uma startup capixaba propõe, de forma inovadora, a navegação por eventos e acontecimentos ao longo da História. Uma bela oportunidade para conhecer todo esse trabalho é visitar a linha do tempo criada para a mostra inédita Reviravolta que acontece, em Vitória, até o dia 10 de setembro de 2022, com entrada gratuita.

Fundada pelos empresários Rogério Almeida e Tiago Sarlo, a Timelinfy criou uma cronologia acessível via computadores e smartphones, e que também está disponível para consulta nos locais da mostra. O mais interessante é que, periodicamente, essas linhas do tempo são atualizadas com as estratégias e ações das visitas mediadas, além das propostas educativas articuladas pela equipe de mediadores.

A partir de seu vasto acervo reunido ao longo de quatro décadas, a Associação Cultural Videobrasil, em parceria com a Timelinefy, apresenta a mostra Reviravolta realizada, simultaneamente, em dois destacados espaços culturais do Espírito Santo.

Enquanto a exposição “Reviravolta – Arte e geopolítica no Acervo Videobrasil” ocupa o Museu de Arte do Espírito Santo (MAES), a “Reviravolta – Corpo e Performance no Acervo Videobrasil” ocupa a Galeria Homero Massena (GHM), ambos localizados no Centro de Vitória.

esbrasil-mostra-reviravolta (1)
A linha do tempo apresenta textos, imagens, vídeo e áudio de importantes eventos ao longo da História – Foto: Denis Tocafundo/Divulgação

Com curadoria de Solange Farkas, fundadora e diretora do Videobrasil, o projeto dá sequência a um trabalho constante da Associação de olhar para seu acervo e mantê-lo vivo, debatendo temas fundamentais da contemporaneidade.

“As duas exposições reunidas com o título Reviravolta atestam a potência e o alcance simbólico deste acervo em duas frentes diversas. Concebidas à luz de outras reviravoltas, incluindo os períodos recentes de isolamento nos quais nos vimos obrigados, todos, a performar diante de telas e a ver o mundo através delas, revelam uma produção artística comprometida, desde sempre, em revirar nossas certezas, tratar daquilo que é urgente e nos colocar diante de novas perspectivas”, afirma Solange.

Reunida a partir dos mais de 200 registros de performances do Acervo Videobrasil, a lista de artistas e coletivos participantes da mostra, vindos de diferentes cantos do globo, é vasta, e inclui pessoas e coletivos como Waly Salomão, Ayrson Heráclito Lenora de Barros e Walter Silveira, Frente 3 de Fevereiro, Luiz de Abreu, Otávio Donasci, Steina Vasulka e Stephen Vitiello, Eder Santos, Marco Paulo Rolla, Alexandre da Cunha, Chelpa Ferro e Felipe Bittencourt.

Há ainda na exposição um programa especial dedicado a artistas capixabas com obras de Charlene Bicalho, Castiel Vitorino Brasileiro, Fredone Fone, Geovanni Lima, Fredone Fone, Marcus Vinícius, Natalie Mirêda e Rubiane Maia.

Videobrasil

esbrasil-mostra-reviravolta (3)
Além das projeções, os visitantes podem acessar a linha do tempo por meio de smartphones – Foto: Denis Tocafundo/Divulgação

Com as duas exposições em Vitória, a Videobrasil, criada ainda nos tempos da ditadura, dá sequência a uma de suas grandes missões, ou seja, apresentar e fomentar o uso político, combativo e libertário que os artistas fazem do vídeo.

Para isso, a instituição mais uma vez cria caminhos para reativar seu acervo, reaver e compreender as obras em seus contextos e criar diálogos a partir delas.

“Para além da complexa questão da conservação, uma vez que acervo em vídeo demanda estrutura pesada, conhecimento específico e atualização permanente, coloca-se a necessidade de criar estratégias capazes de manter esses conteúdos vivos e em contato com o mundo”, aponta Solange Farkas.

Parceria 

Concebido em parceria com a Secretaria da Cultura (Secult), que colaborou na seleção de obras de artistas capixabas para o projeto, a mostra ganha relevância ainda maior ao apresentar pela primeira vez um conjunto significativo de obras do Acervo Videobrasil na capital do Espírito Santo.

O projeto vai ao encontro do desejo da instituição de acessar territórios fora dos grandes eixos de produção não só no mundo (valorizando o chamado Sul Global), mas também no próprio país (para além das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo).

“Estamos vivendo um ápice da produção artística do Espírito Santo, uma produção robusta, consistente, pesquisas, práticas e discursividades em diálogo direto com as urgências dos tempos de agora. A interlocução proposta com o Videobrasil em Vitória estimula um intercâmbio necessário para o fortalecimento das redes, dos artistas e suas produções para além das fronteiras dos territórios”, afirma Nicolas Soares, diretor do MAES.

Reviravolta – Arte e Geopolítica no Acervo Videobrasil

Onde: Museu de Arte do Espírito Santo Dionísio del Santo (MAES)
Endereço: avenida Jerônimo Monteiro, 631 – Centro de Vitória
Quando: até 10/09/2022
Visitação: terça a sexta, das 10h às 18h; sábados, das 10h às 16h
Informações: (27) 3132 8393
Entrada: gratuita
Agendamento para visitas em grupo: [email protected]; (27) 3132 8391 e (27) 3132 8393

Reviravolta – Corpo e Performance no Acervo Videobrasil

Onde: Galeria Homero Massena
Endereço: rua Pedro Palácios, 99, Centro de Vitória
Quando: até 10/09/2022
Visitação: segunda a sexta, das 9h às 18h; sábados, das 13h às 17h
Informações: (27) 3132 8395
Entrada: gratuita
Agendamento para visitas em grupo: (27) 3132-8395

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade