18.9 C
Vitória
quinta-feira, 19 maio, 2022

Monumento artístico “Vitória 360º” está de cara nova

Intervenção artística no monumento "Vitoria 360º" homenageia referências capixabas - Foto: Divulgação/PMV

O “Vitória 360º” recebeu pinturas da Basílica de Santo Antônio, da Catedral de Vitória e até mesmo uma homenagem à tradicional moqueca capixaba

Por Wesley Ribeiro 

Localizado na Enseada do Suá, criado por Zota Coelho e inaugurado em 2017, o monumento “Vitória 360º” está de cara nova. Quem passa pelo local se encanta com as novas cores quentes que revestem um dos cartões postais mais famosos da capital.

“Para realizar esse trabalho eu empreguei a técnica de pintura mural. A escolha das cores foi justamente para chamar mais a atenção de quem transita por ali”, explica o artista responsável pela intervenção, Nicholas Marcos Duarte do Nascimento.

O monumento que possui 2,5 metros de altura e 12 de comprimento além de novas cores, exibe, agora, importantes símbolos não só de Vitória como da cultura capixaba. Quem for ao local poderá visualizar pontos como a Basílica de Santo Antônio, a Catedral de Vitória, o relógio da Praça Oito e até mesmo uma homenagem à tradicional moqueca capixaba.

“Nada melhor do que colocar os grandes ícones da nossa cidade e do nosso estado. Nós precisamos valorizar as riquezas que temos aqui. A resposta da sociedade tem sido muito positiva. As pessoas têm se reconhecido enquanto cultura naquele grande mural” relata Nicholas artisticamente conhecido como “Nico GDT”.

O monumento “360º” visto pelo celular confere um efeito tipo 3D – Foto: Divulgação/PMV

“Ao todo foram gastos quatro dias de trabalho. O maior desafio foi mesmo o calor, já que a execução da obra aconteceu no período de verão. A gente não conseguia ficar muito tempo no local”, detalha o autor da intervenção.

O Monumento

O monumento “Vitória 360º”, que completa em 2022 cinco anos, é uma escultura anamórfica (que causa a impressão de estar mudando de uma forma para outra, ou impressão de movimento) em concreto armado revestido, em argamassa pintada e que forma o nome “Vitória” em determinado ponto de observação.

O designer Zota explica que a obra foi pensada como algo diferente para que pudesse ser visto, frequentado e fotografado pela sua originalidade e efeito provocado a cada novo olhar.

Originalmente o monumento foi doado à municipalidade todo “em branco” e a Secretaria Municipal de Cultura (Semc), periodicamente, por meio de editais, escolhe o artista que fará a próxima intervenção.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade