27.9 C
Vitória
sábado, 15 junho, 2024

Governo prevê R$ 1,7 trilhão de investimentos no PAC

Do total a ser investido, R$ 632 bilhões serão provenientes de recursos privados, segundo estimativas do Governo Federal

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, afirmou em audiência na Comissão de Infraestrutura do Senado nesta terça-feira, 30, que o governo prevê um total de R$ 1,7 trilhão em investimentos no Novo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), carro-chefe das iniciativas do governo Lula em relação a obras.

Segundo o ministro, R$ 632 bilhões são recursos privados. Outros R$ 377 bilhões são via Orçamento Geral da União, além de R$ 354 bilhões por meio de financiamento e R$ 394 bilhões de estatais. O ministro também ressaltou a perspectiva de geração de 2,5 milhões de empregos diretos e 1,5 milhão de empregos indiretos, decorrentes das obras realizadas por meio do programa.

- Continua após a publicidade -

Durante a audiência, Costa ressaltou o apoio de Estados e municípios e do Congresso Nacional ao Novo PAC. “O Novo PAC não é apenas do Executivo, tem o apoio do Senado e da Câmara e participação dos entes estaduais e municipais”, declarou Costa. “O PAC não é apenas investimento de Orçamento Geral da União. É uma parceria de Estados e municípios, não só de recursos próprios, mas de financiamentos dados pelo governo federal a Estados e municípios para atender seus pleitos de obras estruturantes.”

Costa iniciou na manhã desta terça-feira a sua participação na comissão após requerimento do senador Confúcio Moura (MDB-RO) por explicações sobre o programa de infraestrutura. Também a pedido do senador Esperidião Amin (PP-SC), o ministro explica gastos do governo com a Itaipu Binacional. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA