Governador se dispõe a debater preço de combustíveis

es brasil_renato casagrande
Governador do ES diz que alterações precisam ser de forma responsável com as contas públicas.

Assunto será abordado em reunião com ministro da Economia

Após declaração do presidente da república, Jair Bolsonaro, sobre a redução dos preços dos combustíveis nas bombas de abastecimento, o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, declarou que está aberto para debater o assunto.

Em vídeo divulgado na tarde desta quarta-feira (05), o governador do Estado declarou ter total interesse na redução dos preços dos combustíveis. “Temos total interesse na redução do preço do combustível para o consumidor. Me coloco inteiramente à disposição, para que essa redução possa acontecer de uma forma equilibrada, responsável com as contas públicas e com bases técnicas. Para que então a gente possa discutir com o governo federal medidas que causem efeito no valor final de combustível”, declarou Casagrande.

Assista na íntegra a declaração do governador, Renato Casagrande:

No último domingo, o presidente declarou em suas redes sociais, mudanças na legislação para tentar reduzir o preço da gasolina e do diesel nos Estados. Além disso, Bolsonaro também anunciou que encaminhará uma proposta ao Congresso Nacional e “lutará pela sua aprovação”.

Ainda sobre o assunto, o chefe do executivo nacional lembrou que o preço dos combustíveis baixou pela terceira vez nas refinarias, porém o valor nas bombas não sofreu alteração.

“Pela 3ª vez consecutiva baixamos os preços da gasolina e do diesel nas refinarias, mas os preços não diminuem nos postos, por quê? Porque os governadores cobram, em média 30% de ICMS, sobre o valor médio cobrado nas bombas dos postos e atualizam apenas de 15 em 15 dias, prejudicando o consumidor”, escreveu Bolsonaro via Twitter.

Assista o vídeo da coletiva: preço dos combustíveis e mais assuntos da semana:

Atualmente, o Governo Federal detém em média 60% dos tributos de todo país, o percentual dos Estados detém em torno de 25% e os municípios com pouco mais de 10%.

Reunião

O governador do Estado, Renato Casagrande está em Brasília para uma agenda com o ministro da Economia, Pualo Guedes, para uma reunião sobre os desastres que afetaram o Espírito Santo no mês passado.

Na última segunda-feira (03), Casagrande protocolou um ofício solicitando repasse de R$ 667 milhões em verbas federais para a ações de reconstrução dos municípios. De acordo com o relatório da Defesa Civil, o prejuízo estimado no Espírito Santo foi de R$ 666.811.746,91.