26.6 C
Vitória
domingo, 14 abril, 2024

FINDES divulga pronunciamento oficial sobre a Selic

A Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) se manifestou sobre a decisão do Copom 

Por Rafael Goulart

Em pronunciamento oficial, a Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) alertou para os prejuízos da demora na redução da taxa básica de juros, a Taxa Selic, que foi mantida em 13,75%aa na última reunião do Conselho de Política Monetária (COPOM), na quarta-feira (22).

- Continua após a publicidade -

A entidade disse, no comunicado, que entende a decisão do Conselho mas que é preciso ponderar sobre a desaceleração do crescimento econômico que está sendo causada pela política monetária restritiva. A Findes lembrou que os juros para o comércio e indústria estão chegando a 20%aa.

Confira o documento completo em: Findes se posiciona sobre manutenção da Selic em 13,75%

COPOM

O Comitê de Política Monetária (Copom) é o órgão do Banco Central, formado pelo seu Presidente – que atualmente é Roberto Campos Neto, indicado pelo Governo Bolsonaro –  e diretores, que define, a cada 45 dias, a taxa básica de juros da economia – a Selic.

Juros alto e protestos

A manutenção da taxa em níveis altos já foi criticada pelo prêmio Nobel em Economia (2001) Joseph Stiglitz, que classificou como “chocante” o rendimento da Selic. A decisão também tem sido alvo de protestos do Governo Federal e de movimentos sindicalistas e de esquerda.

Na véspera da reunião do Copom (22) que manteve o valor da taxa de juros, manifestantes se reuniram em frente ao escritório do BC na Avenida Paulista, em São Paulo. 

Mesmo assim, o Conselho decidiu não alterar a Selic e em sua ata justificou que “o ambiente externo se deteriorou”, em referência à crise no sistema financeiro mundial provocada pela quebra de um banco do Vale do Silício, na Califórnia, EUA.

Além disso, a ata da reunião do Copom diz que “dados recente da atividade e inflação globais se mantêm resilientes e a política monetária nas economias centrais segue avançando em trajetória contracionista”, ou seja, a previsão de alta de inflação continua pelo mundo e os Bancos Centrais tem mantido uma política de juros alto para contrair o consumo.

Na ata, o comitê reconheceu o esforço do Governo Federal com a volta dos impostos sobre os combustíveis que “reduziu a incerteza dos resultados fiscais de curto prazo”, porém disse que a inflação segue acima da meta.

 

 

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA