21.9 C
Vitória
sexta-feira, 21 junho, 2024

Festa da Penha – 454 anos de Fé e Devoção

Festa da Penha é um patrimônio histórico-cultural-imaterial nacional de grande relevância, nos quase 5 séculos de história dos capixabas

Por Manoel Goes

Relatam os historiadores que o Convento da Penha propriamente dito foi fundado em 1651, praticamente 80 anos depois da morte do irmão leigo franciscano Pedro Palácios, que havia chegado em Vila Velha nos anos 1558, e construiu no alto da Penha um oratório (ermida), onde colocou a estampa de Nossa Senhora das Alegrias e a escultura em madeira de Nossa Senhora da Penha, que mandara vir de Portugal.

- Continua após a publicidade -

Portanto, não foi frei Pedro Palácios que construiu o convento, mesmo porque não
tinha atribuição para decidir por essa fundação, e aqui estava sozinho, tendo chegado
já um ancião para a época, com cerca de 58 anos de idade. A obra do Convento contou
com trabalho de devotos, de indígenas e de escravos africanos, existindo lá inclusive
uma senzala que chegou a ter 60 serviçais, que atuavam também na manutenção.

Foi a partir de 1639 que o então Guardião do Convento da Penha, Frei Paulo de Santo Antônio, transformou a então ermida em altar-mor e começou a construir a igreja que, com o passar dos anos, foi se ampliando até tomar a forma atual.

Festa da Penha é um patrimônio histórico-cultural-imaterial nacional de grande relevância, nos quase 5 séculos de história dos capixabas. Temos no Convento da Penha maravilhosas obras de arte de vários autores, de várias épocas, destacando-se as de Benedito Calixto, de Vitor Meireles, e as de Carlo Crepaz. A autoria da tela de Nossa Senhora das Alegrias e de Nossa Senhora da Penha, trazidas por Frei Pedro Palácios, é de autor desconhecido.

Acontecerá também a primeira Vilazinha Feira Sacra (dias 05, 06, 07 e 08 de abril) na Pousada Vilazinha com obras de artes e artesanatos de artistas da terra. O Convento da Penha é um ícone capixaba e brasileiro que é obrigatório conhecer, principalmente para desfrutar do belíssimo visual, visto do alto, das terras capixabas.

A festa de Nossa Senhora da Penha é realizada, como sempre, no Convento da Penha (única arquitetura em forma de Cidadela Medieval do Brasil), no Sitio Histórico da Prainha de Vila Velha-ES. É uma homenagem à Padroeira do Espírito Santo, com vasta programação religiosa, tendo o seu ápice na Romaria das Famílias (antiga Romaria dos Homens).

Além do significado religioso que tem para o Estado, é uma das mais importantes festas para o movimento turístico capixaba, crescendo a cada ano, sendo feriado estadual. É o maior evento religioso do Estado e a terceira maior festividade mariana do Brasil (sendo esperadas quase 2 milhões de fiéis e turistas), que completa neste ano 454 anos de festividades ininterruptas. Nem mesmo os tempos difíceis de pandemia impediram a realização da Festa da Penha por dois anos seguidos, sendo realizada com grande sucesso e fervor de maneira virtual pela TV e redes sociais, uma demonstração de fé na era tecnológica.

Com o tema “Ó, vem conosco, vem caminhar, com muita fé e devoção, onde todos os freis e voluntários recebem a todos de braços abertos nesses nove dias sob as bençãos de Nossa Senhora da Penha, a Mãe das Alegrias.

Manoel Goes é produtor cultural, escritor e diretor no IHGES.

Mais Artigos

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Fique por dentro

ECONOMIA

Vida Capixaba