24.4 C
Vitória
quarta-feira, 29 maio, 2024

Como evitar o contágio do coronavírus por meio de cédulas e moedas?

Especialista dá dicas de higienização e comenta como substituir a moeda comum por troco digital

O avanço de casos confirmados do novo coronavírus (Sars-Cov-2) no país aumenta o número de questionamentos sobre a doença. Por isso, o cuidado para prevenir o contágio do vírus deve ser maior. Assim como lavar as mãos e cobrir nariz e boca ao tossir e espirrar, outras medidas podem ajudar a evitar a propagação do novo vírus.

Muitos estabelecimentos como mercados, farmácias, padarias, postos de combustível e outros serviços essenciais estão em funcionamento. Durante o pagamento de uma compra, uma nota ou qualquer moedinha, pode transformar essa simples ação em problema de saúde. Vale lembrar que a transmissão da doença ocorrer por contato com pessoas infectadas ou superfícies que tenham o coronavírus.

- Continua após a publicidade -
dinheiro
O dinheiro pode transmitir o vírus por ter contato com muitas pessoas. – Foto: Reprodução

Nesse caso, as cédulas de papel e a moedas podem transmitir uma série de bactérias e não apenas o coronavírus. Pensando nisso, a plataforma Troco Simples deu algumas dicas sobre higienização e cuidados no manuseio do dinheiro. Confira!

Lavar as mãos com água e sabão ou utilizar álcool em gel
Ao ter contato com o dinheiro, higienize as mãos. Após o contato com cédulas e moedas evite esfregar os olhos, colocar a mão na boca e nariz. Nesse caso, use o álcool em gel para reduzir o risco de infecções, assim como lavar a mão com água e sabão, ambos previnem o coronavírus. O ideal é sempre higienizar as mãos o quanto antes depois do contato com o dinheiro.

Mudar hábitos comuns
Muitas pessoas têm o hábito de contar dinheiro passando o dedo na língua. Quando você molha o dedo na boca e conta o dinheiro aumenta a quantidade de agentes maléficos nesses itens. Por isso é preciso redobrar a atenção durante saques de dinheiro em caixas eletrônicos, ao pagar contas, comprar produtos ou qualquer outra tarefa que envolva a conferência de dinheiro.

Usar alternativas às cédulas e moedas
Para reduzir os riscos e garantir mais segurança contra infeções e a contaminação por coronavírus, ao efetuar uma compra presencialmente em comércios e estabelecimentos a utilização de cartão de crédito ou débito evitam o contato com cédulas e moedas. Além disso, por ser de plástico o cartão tem uma higienização mais prática. Segundo Anderson Locatelli, diretor executivo da Troco Simples outra opção durante as transações é aceitar solicitar o troco digital. “A solução permite receber a moedinha de troco diretamente no CPF do comprador. É possível também fazer o pagamento das próximas compras com o valor acumulado evitando o contato total com o dinheiro”, explica.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA