23.8 C
Vitória
sexta-feira, 19 abril, 2024

Estado lança programa pioneiro na contenção de desastres naturais

Governo estadual investirá R$ 239 milhões no programa visando a redução de danos

Por Redação

Na presença do ministro de Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, o governador Renato Casagrande promoveu o lançamento do projeto Fundo Cidades 2023 – Adaptação às Mudanças Climáticas. O evento aconteceu na manhã desta terça-feira (07) e contou com a presença de diversos líderes dos municípios capixabas, além de importantes gestores do estado.

- Continua após a publicidade -

No projeto pioneiro do governo estadual, serão repassados, ao todo, cerca de R$ 239 milhões aos municípios visando investimento em ações de redução dos impactos ambientais causados pelas mudanças climáticas. Do valor total, serão R$ 200 milhões para a execução de obras e outros R$ 500 mil a cada prefeitura para contemplar a carteira de projetos municipais.

“Só é possível fazer o que estamos anunciando hoje com um estado organizado. Cada município poderá elaborar propostas na área de prevenção a desastres. Cada município terá até R$ 500 mil à disposição para projetos, depois podem apresentar a proposta de obra. Somente este ano, teremos R$ 200 milhões destinados a obras. Sabemos que o valor não irá resolver todos os problemas, mas é uma oportunidade para as cidades se adaptarem a essa realidade”, ressaltou Casagrande.

O programa desenvolvido no Espírito Santo foi elogiado pelo ministro Waldez Góes, que adicionou a ideia como um possível modelo para os outros estados. “O Espírito Santo é um exemplo para o Brasil sob a liderança do governador Casagrande, tanto em política pública de resposta e de restabelecimento para aqueles e aquelas que precisam num pós desastre quanto para a mitigação e adaptação climática. Ter dois fundos, um para resposta e outro para mitigação e adaptação em relação às mudanças climáticas, é o modelo ideal e que deve ser replicado”, disse Góes.

A previsão inicial para a publicação oficial do programa é para os próximos dias. Os municípios terão o prazo de até seis meses para a aplicação dos recursos estaduais. O investimento deverá ser realizado em áreas historicamente atingidas por desastres naturais ou locais que apresentem riscos e irregularidades.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA