24.4 C
Vitória
quarta-feira, 24 DE julho DE 2024

PRF-ES manifesta interesse em área ao lado da sede que pertence à Ufes

Comunidade universitária concorda em repassar o espaço, mas quer uma contrapartida de outro terreno que sirva como moradia estudantil

Por Kebim Tamanini

A Polícia Rodoviária Federal no Espírito Santo (PRF/ES) demonstrou interesse em manter permanentemente uma área ao lado da sede da corporação, atualmente usada como estacionamento por servidores. No entanto, a área está em negociação com a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), que detém a propriedade. Antigamente, o espaço funcionava como Restaurante Universitário (RU).

- Continua após a publicidade -

O terreno, localizado no centro da capital, tem sido utilizado pela PRF/ES nos últimos quatro anos. Apesar do interesse da PRF/ES em manter o uso do espaço, a negociação enfrenta um obstáculo. Segundo o reitor da Ufes, Eustáquio de Castro, a questão esbarra em uma demanda histórica da comunidade universitária: a moradia estudantil.

Para resolver a situação, os gestores da Ufes estão em contato com a Superintendência do Patrimônio da União (SPU), órgão do governo federal responsável pela gestão dos bens imóveis da União. A intenção é iniciar um diálogo sobre o uso de outros prédios para a instalação de moradia estudantil.

Como o espaço requerido pela PRF/ES também envolve o SPU, a universidade pretende que as negociações sejam realizadas de forma integrada, buscando atender aos interesses de todas as partes envolvidas. O diretor de Contratações de Obras e Serviços da Ufes, Rafael Petri, explicou que possíveis espaços para moradia estudantil poderiam ser uma contrapartida pela transferência do terreno do antigo RU para a PRF/ES.

“Nós iremos buscar essa contrapartida. Enxergamos a possibilidade de atender melhor um interesse específico da Ufes, já que aquele terreno atualmente não nos serve para nada significativo. A troca nos permitiria atender uma necessidade maior da universidade”, ressaltou Petri.

O superintendente da PRF/ES, Wermeson Pestana, destacou que um acordo beneficiaria a população que depende dos serviços da PRF/ES. “A PRF não tem condição orçamentária de manter esse espaço. Hoje, esse estacionamento atende a sociedade quando vai ao centro de Vitória, que carece de espaços para estacionar. Muitos cidadãos são atendidos por essa parceria”, afirmou Pestana.

Atualmente, o estacionamento funciona das 8h às 17h e tem capacidade para abrigar de 15 a 20 veículos.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA