21 C
Vitória
sexta-feira, 19 abril, 2024

Alegre quer se tornar Cidade Inteligente

De acordo com o projeto Cidade Inteligente, o município de Alegre contará com mudanças vantajosas para o bem-estar social da região

O desenvolvimento econômico alinhado ao uso das novas tecnologias de informação e a participação ativa da população nos debates públicos têm apoiado o crescimento eficiente e sustentável das gestões municipais. Desde a quarta-feira (1º), a prefeitura de Alegre declarou aberto o processo de consulta pública do projeto Cidade Inteligente para a contratação de Parcerias Público-Privadas (PPPs) do Programa ES Inteligente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes).

O Programa ES Inteligente é uma parceria entre o Bandes e o Instituto de Planejamento e Gestão das Cidades (IPGC) e disponibiliza aos municípios capixabas o serviço de estruturação para parcerias público-privadas. Na fase de consulta pública, a população alegrense poderá ter acesso aos documentos e estudos de viabilidade do projeto planejado para o município, podendo também apresentar as propostas que considerarem pertinentes para agregar ao projeto. A fase de consulta pública ficará aberta até o próximo dia 04 de abril.

- Continua após a publicidade -

A cidade inteligente de Alegre

De acordo com o projeto Cidade Inteligente, o município de Alegre contará com mudanças vantajosas para o bem-estar social da região. O resultado dos estudos mostrou viabilidade, comprovando uma economia na iluminação pública na ordem de, aproximadamente, 86%, e redução de custos dos cofres públicos em cerca de 10,5%, após a implementação do projeto.

Além das trocas de mais de três mil lâmpadas, a população alegrense contará com a implantação de uma rede infraestrutural de telecomunicações de 24 quilômetros de fibra óptica, 56 pontos de videomonitoramento com 85 câmeras distribuídas e 15 pontos de internet gratuita para os munícipes, com uma rede de informações e comunicações interligadas que atenderão às demandas de 62 prédios públicos da cidade.

Estão previstas também para a melhoria da cidade sul capixaba a construção e a manutenção de uma microusina fotovoltaica de sete mil metros quadrados, com produção anual de 829,72 mil KW, que permitirá a distribuição energética para os prédios públicos da cidade, reduzindo os gastos com energia elétrica e realocando recursos para outras áreas.

Saiba mais sobre o ES Inteligente

O Programa ES Inteligente tem o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo como coordenador técnico e conta com o Instituto de Planejamento e Gestão das Cidades (IPGC) como parceiro para a operacionalização. O programa é voltado para o desenvolvimento de produtos públicos de qualidade à população, por meio de concessões e a estruturação de Parcerias Público-Privadas (PPPs). Desse modo, o ES Inteligente oferta modelagens de projetos que apoiam o funcionamento da região, como a implantação, gestão e manutenção de centros de saneamento básico.

O programa conta com uma cooperação técnica e especializada constante entre as equipes do município, Bandes e IPGC, permitindo uma análise ideal das demandas e características regionais. Assim, as cidades inteligentes podem solicitar novos projetos que apoiem o crescimento local em outras áreas e um melhor uso dos recursos públicos, como, por exemplo, em planejamentos para saneamento e de gestão de recursos sólidos urbanos.

A adesão ao programa é feita via preenchimento de requerimento presente no site do Bandes, sendo necessário o envio da comprovação de identificação e da qualificação completa do município ou consórcio e dos representantes legais.

Com informações do Governo do Espírito Santo

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA