25.4 C
Vitória
segunda-feira, 24 janeiro, 2022

Em SP, museu de carros sobre o Pinheiros

Leia Também

Empresário afirma que o centro de convenções poderá receber eventos de grande porte, como o Salão do Automóvel de São Paulo

Por Diogo de Oliveira (AE)

Um museu do automóvel em um complexo de entretenimento, com cinema ao ar livre, loja de carros de luxo, restaurantes e outras atrações sobre as águas despoluídas do rio Pinheiros, em São Paulo. É isso que o presidente do consórcio Usina SP, Rodrigo Bonadia, promete inaugurar em 2023. O projeto, para lá de ambicioso, será instalado na Usina Elevatória da Traição, na zona sul da capital paulista. O contrato de concessão da área já foi assinado pelo empresário e o governador do Estado, João Doria (PSDB).

Durante o anúncio oficial, feito há três semanas, Doria exaltou algumas das muitas atrações previstas para o local. Uma delas é o que promete ser o maior cinema ao ar livre da América Latina, com entrada grátis. Haverá também centro esportivo, escritórios e carros, muitos carros. De acordo com Bonadia, o complexo vai redesenhar a área da usina, inaugurada em 1940 sobre o rio Pinheiros, e será fruto de investimentos de cerca de R$ 580 milhões.

‘PUERTO MADERO’

O empresário diz que pretende criar uma espécie de “Puerto Madero” de São Paulo. Ele se refere à área portuária que foi revitalizada em Buenos Aires e reúne diversas atrações, como lojas e restaurantes. “Vamos ter um píer com vários bares e restaurantes. Teremos o museu do automóvel, um centro de convenções para receber grandes eventos, escritórios para empresas e sete restaurantes de luxo em cima da usina”, garante Bonadia.

Ele afirma que o centro de convenções poderá receber eventos de grande porte, como o Salão do Automóvel de São Paulo. Trata-se da maior e mais importante exposição de carros da América Latina Desde 2016 a feira é realizada no São Paulo Expo, localizado ao lado da Rodovia dos Imigrantes, também na zona sul da capital.

Para o museu, o plano é ter um acervo rotativo de carros que fazem parte de coleções. “Tudo vai ser exclusivo, desde a possibilidade de reservar o cinema por app ao colecionador que exporá seu carro e o cliente que pretende comprar um Bugatti – e reunido no mesmo empreendimento”, afirma o empresário.

SUPERCARROS

Bonadia pretende fazer do complexo a maior vitrine da cidade para marcas de alto luxo. De acordo com ele, o projeto prevê a criação de espaços que poderão servir de lojas para abrigar grifes como as fabricantes de veículos Aston Martin e Bugatti, por exemplo.

“Essas marcas têm produtos com preços muito altos e sem estoque. Ou seja, investem milhões para estar aqui. Minha proposta é trazê-los sem esse custo, utilizando a estrutura da usina”, explica o empresário.

Segundo ele, os carros serão protagonistas. A ideia é ter dois carros na entrada do local, separados por vidros. E um elevador para serviços de manutenção. “Vai dar para arrumar uma Ferrari de R$ 5 milhões”, garante. O plano é transformar a Usina SP em um reduto de fãs e colecionadores de veículos.

“Tudo que existe hoje para o automóvel em São Paulo é escondido ou difícil de acessar. Então, teremos um lugar incrível no coração da capital. Com o nível de clientes que conheço e que colecionam carros, se houver um Bugatti para pronta entrega, vende. Isso garante dois anos de operação.”

De acordo com o cronograma, a primeira parte da Usina SP será inaugurada em 2022. A abertura terá início pela área de restaurantes. Na sequência, serão abertos espaços como o cinema e o museu do automóvel. A previsão destes é para 2023.

Paralelamente, será feita a despoluição do rio Pinheiros. Essa é a parte mais complexa do projeto e, certamente, a mais aguardada pelos paulistanos. Mas essa tarefa não é do consórcio Usina SP, e sim da Empresa Metropolitana de Águas e Energia (Emae) e da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

Bonadia está confiante. “Temos uma reunião mensal com a Sabesp. É impressionante ver como tudo está avançando. Daqui do escritório eu consigo ver a água se movimentar. Para mim, é real, estou acreditando que vai acontecer. Eles irão entregar um rio navegável para a cidade”, acredita.

Continua após publicidade

Mais Motores

Blogs e colunas