28.2 C
Vitória
quarta-feira, 1 abril, 2020

Saiba como fugir das principais doenças do verão

Leia Também

Suspenso reajuste de medicamentos por 60 dias

A medida provisória publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU) que suspende o reajuste dos medicamentos em até 60 dias.

Como evitar o contágio do coronavírus por meio de cédulas e moedas?

Assim como lavar as mãos e cobrir nariz e boca ao tossir e espirrar, outras medidas podem ajudar a evitar a propagação do novo coronavírus.

Exército constrói hospital com mais de 1 mil leitos

O Exército quer desafogar as unidades do sistema público de saúde e levar aos pacientes infectados com a Covid-19, e casos suspeitos da doença para o local.

Livros disponibilizados gratuitamente. Confira como acessar!

A Amazon, em parceria com autores, liberou o acesso às obras mais clássicas da literatura. Basta fazer o download e lê-los onde quiser!

Durante o verão, algumas doenças passam a ser mais comuns. Por isso, é bom se prevenir para curtir as férias da melhor forma possível, sem doenças

Nas praias e nas piscinas da Serra, as doenças que recebem mais destaque são conjuntivite, gastroenterite e dengue. O contágio da conjuntivite pode ser causada por vírus, bactéria ou outra fonte de irritação, e é facilitado.

Para se prevenir, lave bem as mãos e olhos com frequência, não compartilhe toalhas e maquiagem. Outras dicas são evitar locais aglomerados e evitar coçar os olhos. É muito importante que o uso do colírio seja feito com indicação médica.

Gastroenterite é causada por vírus, bactérias ou parasitas. Devido ao calor e mais umidade, eles se proliferam com mais facilidade. A transmissão acontece pela mão em contato com a boca e por alimentos contaminados.

É necessário lavar cuidadosamente as mãos, e também frutas e vegetais antes de consumir. Evite alimentos preparados em locais sem higiene adequada. Confira se a maionese e molhos estão refrigerados, e dentro do prazo de validade. 

Já a dengue é transmitida pelo picada do Aedes aegypti. A melhor medida de prevenção é combater os focos do mosquito. Por isso, a participação da população é extremamente importante. Todos devem dedicar, pelo menos uma vez por semana, dez minutos para limpar a casa e evitar os criadouros.

Deve ser eliminada água armazenada em vasos de planta, galões, pneus, garrafas plásticas, tampinhas de garrafa, piscinas sem uso e manutenção, etc. Deixe também a caixa d’água tampada.

Caso tenha os sintomas de algumas dessas doenças, procure a unidade de saúde mais próxima de sua residência.

Publicidade

ES Brasil Digital

ES Brasil 174
Continua após publicidade

Fique por dentro

Como proteger os dispositivos e garantir uma navegação segura

No dia em que se comemora o Dia da Internet Segura, especialista em tecnologia dá dicas para evitar violações na rede ao utilizar o...

Ibovespa caminha para pior mês desde 1998

Na tarde de hoje (31), Ibovespa acumulava em março perda de cerca de 28%, que se mantida representará o pior desempenho mensal desde 1998.

Dicas gratuitas para superar a crise econômica da Covid-19

Evento trará estratégias e ações com os participantes para sobreviver à crise econômica e ter sucesso no pós-crise causada pela doença.

Negociação é o caminho para aluguel de pontos comerciais

A negociação com responsabilidade pressupõe real demonstração das consequências da crise e percepção recíproca para encontrar um ponto de equilíbrio das partes.

Vida Capixaba

Camerata Sesi apresenta a live: “Café com Maestro”

Com o tema “Os benefícios da música na educação musical”, o maestro Leonardo David convida a musicista Fabi Cruz para a live nesta quarta (01), às 17h

Sesi Cultura Online: Nano Vianna e André Prando

Para estrear as lives do Sesi Cultura online, dois ícones da música capixaba estarão se apresentando hoje. André Prando e Nano Vianna

Podcasts para empreendedores ouvirem durante o isolamento social

Uma das opções para o período de isolamento social é ouvir podcasts, formato que ganhou o gosto do brasileiro:em 2019. Veja as dicas!

Participe da 3ª Corrida Amaes Azul!

A corrida em solidariedade a causa do autismo tomará a 3ª Ponte, num trajeto de 10.800 km entre Vitória e Vila Velha. Será no dia 19 de julho
Continua após publicidade