26.9 C
Vitória
sábado, 25 setembro, 2021

Deputados podem ir à China fazer negócios

A Assembleia Legislativa criou uma frente para impulsionar os negócios entre Brasil e China com foco nas atividades comerciais no Espírito Santo

Por Josué de Oliveira

A Frente Parlamentar Brasil-Espírito Santo-China da Assembleia Legislativa (Ales) assinou um termo de cooperação com o Instituto Sociocultural Brasil-China (Ibrachina). A ideia é fortalecer as relações comerciais entre os dois países com foco no Espírito Santo.

Com a assinatura, poderão acontecer atividades como seminários, eventos, além dos deputados participarem de missões à China e receber parlamentares chineses vindos ao Brasil e ao Espírito Santo.

O deputado Bruno Lamas, presidente da frente parlamentar, destacou que a educação, as tecnologias, a agricultura, a saúde, a segurança pública (no que diz respeito à modernização dos equipamentos), a mobilidade urbana, a inovação e a tecnologia serão pautas do grupo de parlamentares.

“A China é uma potência em ascensão. É um país que se desenvolve acima da média mundial. E o Brasil e o Espírito Santo, especificamente, possuem características e relações com o Gigante Asiático, na área do agronegócio, de rochas ornamentais, indústria e comércio”, lembrou Bruno.

O subsecretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Ricardo Peçanha, destacou que a China é maior parceira do Brasil.

“Nenhum estado consegue competir com o Espírito Santo na área da logística, por sua vocação, tanto pela sua posição geográfica privilegiada, como por sua estabilidade econômica”, ressaltou.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade