17.7 C
Vitória
sábado, 20 DE julho DE 2024

Comissão da ‘PEC dos Desastres’ elege presidente

Comissão que analisa PEC que destina parte do orçamento de emendas a mitigação de desastres naturais elegeu Jorge Goetten (PL-SC)

A Comissão Especial sobre a PEC que reserva 5% de emendas para desastres elegeu o deputado federal Jorge Goetten (PL-SC) para a presidência, nesta quarta-feira, 8. A comissão temporária foi instalada a pedido do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), após as recentes tragédias no Rio Grande do Sul.

Além de Goetten, o PL também obteve a 1ª vice-presidência da comissão, com o deputado Daniel Agrobom (GO) Eles concorreram em chapa única.

- Continua após a publicidade -

A comissão designou Gilson Daniel (Podemos-ES) como relator. Estava cotado para o posto nome de Pedro Aihara (PRD-MG), que foi relator da PEC na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), mas ganhou força nos últimos dias a indicação de Daniel, que atua como relator em outra comissão especial sobre desastres.

A PEC 44/2023 é de autoria do deputado federal Bibo Nunes (PL-RS). A proposta determina uma alteração no Artigo 166 da Constituição para prever que os deputados reservem nas suas emendas 5% para o enfrentamento de catástrofes e emergências naturais, a ser destinado ao respectivo órgão federal competente

A princípio, o valor seria repassado imediatamente no momento do desastre, como um pronto-socorro. Os deputados devem debater na comissão se uma parte desses recursos também deve ser direcionada para ações de prevenção.

Com 34 vagas efetivas e igual número de suplentes, a comissão analisará o mérito do texto sob o prazo de 40 sessões. Caso seja aprovada, a PEC vai para o plenário e precisa de 308 votos favoráveis em dois turnos. Em seguida, vai ao Senado. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA