25.9 C
Vitória
domingo, 19 setembro, 2021

Casagrande não descarta conversa com Ciro em 2022

Há dois meses, Casagrande se reuniu com Lula e acendeu no meio político a possibilidade de uma aliança em 2022

Por Josué de Oliveira

Após o PSB realizar filiações importantes nos cenário nacional na última quarta-feira (23), como Flávio Dino (MA) e  Marcelo Freixo (RJ), o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande (PSB), disse que é preciso avaliar a possibilidade de conversa com o ex-governador Ciro Gomes nas eleições de 2022.

A declaração foi dada em uma entrevista à Coluna do Estadão. Embora Freixo e Dino tenham inclinação para apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governador capixaba acredita que é possível dialogar também com outras lideranças.

“Gosto da ideia de achar um caminho de outra candidatura, em que o PSB possa ser protagonista desse processo, seja compondo chapa ou mesmo tendo uma candidatura. Mas como hoje não tem essa candidatura, estamos deixando para decidir ano que vem”, afirmou Casagrande à Coluna.

Há dois meses, Casagrande se reuniu com Lula e acendeu no meio político a possibilidade de uma aliança para as eleições presidenciais em 2022.

Os dois se encontraram em uma reunião virtual realizada a pedido do PSB Nacional. Procurado para comentar o assunto, o governador informou por meio da sua assessoria que ele faz parte da Executiva do Partido e participou apenas do início.

Na época, o PSB capixaba já falava em abrir o leque de diálogos com outros partidos que não fosse apenas o PT.

“Vamos conversar com vários partidos para juntos pensar em alternativas para tirar o Brasil da situação que passou a ser uma preocupação mundial, é o país que foco da pandemia. O que queremos é agora é reunir forças para melhorar o Brasil futuramente”, disse em entrevista à ES Brasil.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade