23.1 C
Vitória
quarta-feira, 5 agosto, 2020

A nova velha demanda de mercado

Leia Também

Grande explosão causa pânico em Beirute

O ministro da Saúde do Líbano, Hamad Hasssan, disse que mais de 25 pessoas morreram e mais de 2,5 mil ficaram feridas

PIB contraiu 11,2% no 2º trimestre de 2020

Em relação ao segundo trimestre de 2019, a queda na atividade econômica apontada pelo IAE foi de 11,7%

Balança comercial tem superávit de US$ 8,060 bilhões em julho

O resultado de julho foi mais do que o dobro registrado no mesmo mês do ano passado, quando foi positivo em US$ 2,391 bilhões

É interessante perceber que se fala em novas demandas de mercado, novos perfis, novas profissões… mas a verdade é que mudou o suporte e a velocidade da informação.

A globalização, os avanços tecnológicos fizeram com que aparecessem novas funções/atividades e algumas outras se tornassem obsoletas. É verdade que houve esta mudança e não adianta negar. Surgem novas necessidades e é preciso atendê-las para que o fluxo continue.

É perceptível que boa parte das novas profissões estão ligadas aos referidos avanços tecnológicos, mas há também um “efeito cultural” onde surgem profissões que não possuem este vínculo. Por exemplo, temos o cuidador de idosos. Uma vez que a sociedade envelhece, aumenta a expectativa de vida e o avanço a ciência, cada vez mais teremos pessoas precisando de um suporte que a própria família, muitas vezes, não pode fornecer.

O que se percebe na verdade é que o símbolo essencial do novo perfil é a capacidade de lidar com mudanças constantes e a velocidade de adaptação a cada cenário que se estabelece.

Alguns fatores não mudam porque o conjunto de competências serve em qualquer cenário, e em qualquer profissão, uma vez que vivemos em sociedade e cada vez mais precisaremos uns dos outros.

Entre as competências que permanecem podemos citar:

  • Capacidade de comunicar-se cada vez melhor e com maior velocidade. Utilizando novas tecnologias e as redes cada vez mais sociais, o que não dispensa a cordialidade e a correção;
  • Trabalho em equipe/parcerias são essenciais para lidar com a velocidade de tudo que acontece, fica impossível o acompanhamento dos avanços tecnológicos e administrar a quantidade e qualidade das informações, logo, precisaremos de pessoas que nos completem e que sejam capazes de trabalhar em parceria, sem disputas dentro de um processo multidisciplinar de complementariedade.
  • Resiliência – o excesso de mudanças e os rearranjos nos cenários necessitam de equilíbrio, principalmente emocional, para mudanças de rumo constantes e enfrentamento de situações das mais diversas.
  • Comprometimento e postura multidisciplinar fazem com que as pessoas consigam lidar com competências e limitações e que seja aproveitado o que há de melhor em cada um. Os resultados são utilizados como aprendizados permanentes e as vitórias são celebradas por todos.
  • Criatividade para ser flexível, buscando alternativas ou novas formas de fazer a mesma coisa.
  • Transparência, que em poucas palavras se resume a honestidade nas ações.

Hoje, quando falamos de novas profissões, é verdade que existem e que precisam ser descobertas e ajustadas às novas demandas, mas, em qualquer uma que seja é preciso que haja ética e responsabilidade.

Em resumo, profissão do futuro é aquela na qual você se realiza como pessoa e como profissional, que se adapta às necessidades do mercado, que utiliza tecnologias (ou não) e meios sustentáveis e que você faz por prazer.

É aquela profissão onde você é diferenciado pela qualidade de suas entregas e que faz você se preocupar em ser, não em ter ou aparentar aquilo que não é.

É saber que você não conseguirá ser bom em tudo e que precisará sempre de pessoas à sua volta que somem e sejam capazes de preencher suas dificuldades.

O sucesso estará sempre ligado à motivação na execução do trabalho. Aquilo que você faz com prazer, faz melhor.


Etienne de Castro Tottola Chief Executive Officer, Analista Comportamental e Coach

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Iluminação de Vila Velha: confira resultado do leilão

O parque de iluminação pública de Vila Velha (ES) será ampliado e modernizado pelo Consórcio SRE – IP Vila Velha, pelos próximos 20 anos.

Auxílio emergencial elevou em 24% renda pré-pandemia, mostra pesquisa

Segundo estudo, dado destaca a pobreza e a desigualdade do país. Saiba mais! As pessoas que recebem o auxílio emergencial, pago pelo governo federal durante...

Top 5 da sobrevivência

Disruptura. Definitivamente essa é palavra de ordem no universo da gestão. Após três meses convivendo com as bruscas mudanças nos processos de trabalho provocadas pela pandemia, proprietários dos setores da indústria e do comércio ainda não são capazes de mensurar o tamanho do estrago final que o novo coronavírus vai deixar

Empresa que vai gerir Parque de iluminação de Vila Velha será conhecida na próxima semana

O leilão que definirá a empresa que vai gerir o serviço nos próximos 20 anos será conhecida na próxima segunda-feira (03), na B3 (Brasil, Bolsa, Balcão), na Bolsa de Valores, em São Paulo.

Vida Capixaba

Programação cheia no Drive-In de Jardim Camburi

Show de rock e apresentação de circo são algumas das atrações que prometem animar a programação neste fim de semana no Drive-In Por Leticia Vieira  Promessa...

Formemus 2020: programação 100% on-line

Conferência que promove debates sobre o segmento musical no Espírito Santo, no Brasil e no mundo, está confirmada para acontecer entre os dias 7...

Golpe pelo WhatsApp: saiba como evitar!

Várias pessoas estão sendo vítimas de golpistas que tem clonado números de WhatsApp de pessoas e mandando mensagens pedindo dinheiro.

Horário de pico muda em Vitória

Em Vitória, por conta da pandemia do novo coronavírus, houve uma redução considerável no fluxo de veículos que passam pelas ruas e avenidas da capital.
Continua após publicidade