Vitória é a terceira cidade mais inteligente do país

Fotografia - Diego Alves

Entre as cerca de 700 cidades participantes do ranqueamento, a Capital conquistou o primeiro lugar em três eixos temáticos

A capital capixaba ganha destaque em ranking de cidades inteligentes no Brasil. De acordo com o levantamento divulgado nesta terça-feira (04), na abertura do Connected Smart Cities, em São Paulo, a cidade subiu duas posições em relação à edição anterior, chegando a terceira posição de cidade mais inteligente e conectada do país. Vitória conquistou, ainda, o 1° lugar em três categorias: por Faixa Populacional de 100 mil a 500 mil habitantes, em Saúde e em Educação.

O ranking Connected Smart Cities 2018, principal estudo sobre cidades inteligentes do Brasil é realizado pela Urban Systems, em parceria com a Sator. Participam do levantamento cerca de de 700 cidades, que são analisadas a partir de 70 indicadores. Com o resultado, a Vitória subiu duas posições em relação à edição anterior, quando ficou em 5° lugar. Em 2016, o estudo apontou a capital em 6ª colocação e, em 2015, em 7ª posição.

Em sua 4ª edição, o ranking Connected Smart Cities tem como objetivo definir as cidades com maior potencial de desenvolvimento no Brasil, sendo dividido em quatro resultados: Geral, por Eixo Temático, Região e por Faixa Populacional. O ranking é composto por indicadores de 11 principais setores: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança.

O 1° lugar ficou com Curitiba (PR), seguida por São Paulo (SP). O quarto lugar foi conquistado por Campinas (SP), seguida por Florianópolis (SC). Na sexta colocação está o Rio de Janeiro (RJ), seguida por Belo Horizonte (MG), Porto Alegre (RS), Santos (SP) e Niterói (RJ), na 10ª colocação.

De acordo com o Prefeito de Vitória, Luciano Rezende, uma cidade inteligente é aquela na qual o gestor municipal usa a tecnologia para melhorar a vida das pessoas, utilizando a sua infraestrutura e análise de dados em tempo real para o cidadão, além de reduzir custos e aumentar a segurança, a viabilidade e a sustentabilidade, diminuindo a burocracia e atraindo mais investimentos.

“Uma cidade inteligente presta melhores serviços, gastando menos e beneficiando quem mais precisa. É por isso que as cidades inteligentes são mais humanas, mais justas e a população mais feliz. E o Ranking Connected Smart Cities é a mais importante ferramenta que temos para manter o ritmo da evolução, nos comparando com outras cidades. É um medidor real do cenário que orienta os gestores a manter o ritmo dessa evolução. Na nossa gestão, o que faz com que a cidade tenha essa conectividade de todos os segmentos em todas as áreas foi, principalmente, o investimento na nossa rede de dados, na nossa fibra óptica, que é uma rede própria e segura. A modernização dessa rede de tráfego de dados, usando equipamentos de grande porte, permitiu que todas as escolas e unidades de saúde, por exemplo, estivessem interligadas”, disse o gestor.

Ranking Connected Smart Cities 2018

Após a realização dos encontros regionais (2017-2018) em Florianópolis, Belo Horizonte, Salvador e Brasília, foram realizadas adaptações e atualizações nos indicadores do Ranking Connected Smart Cities, resultando em algumas mudanças no resultado do estudo, principalmente nos eixos de Energia, Educação, Mobilidade, Tecnologia e Inovação e Meio Ambiente.

Alguns dados

A capital do Espirito Santo, que conquistou a 1ª colocação em Saúde e Educação, conta com 7,7 leitos/mil habitantes, 859 médicos/100 mil habitantes. Em Vitória, 81% da população tem cobertura do atendimento da saúde da família, sendo que as despesas pagas com Saúde é de R$ 644/habitante e, em relação à taxa de óbitos, é de 2,3 óbitos/mil nascidos vivo. Já em relação à Educação, Vitória apresenta destaques, tais como Média no Enem de 604, 98,3% dos professores do ensino médio da rede pública com ensino superior, nota 4,1 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), despesas pagas com Educação é de R$ 956/habitantes, taxa de abandono no ensino médio é de apenas 3,1%, além de as matrículas nas escolas da rede pública serem realizadas pela internet.

A região Sudeste concentra as cidades mais inteligentes e conectadas, sendo sete municípios entre os 10 mais bem colocados. Três municípios são da região Sul, sendo que as regiões Norte, Nordeste e Região Centro-Oeste não têm representante entre os 10 melhores. Campo Grande (MS) está na 12ª colocação no Ranking Geral Recife (PE) na 13ª e Palmas (TO) em 18ª colocação. Com o 2º lugar no Ranking Geral, São Paulo conquistou o 1º lugar em três categorias: Ranking Região Sudeste, Mobilidade e Urbanismo.

Os vencedores por eixo temático

O primeiro lugar para Urbanismo e Mobilidade e Acessibilidade foi para São Paulo; Meio Ambiente: Santos (SP); Energia: Pirassununga (SP); Empreendedorismo e Tecnologia e Inovação: Rio de Janeiro (RJ); Saúde e Educação: Vitória (ES); Segurança para Ipojuca (PE); Governança: Curitiba (PR); e Economia para Barueri.

Conteúdo Publicitário

Aproveite as promoções especiais na Loja da ES Brasil!