Delação de Funaro vaza em vídeo e defesa de Temer acusa golpe

Lucio Funaro - vazamento de delação
Foto: Reprodução/Estadão

Os vídeos foram divulgados pela imprensa, na última sexta (13). Funaro acusa Temer de ser parte de esquema de corrupção.

Houve alvoroço no meio político após o vazamento de trechos da delação premiada do doleiro Lúcio Funaro. O depoimento dado à Procuradoria Geral da República foi gravado em vídeo e divulgado na última sexta-feira (13).

Em um dos vídeos, Funaro acusa Michel Temer de fazer parte de um suposto esquema de propina envolvendo aliados do presidente, incluindo o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB).

O doleiro é apontado como operador do PMDB. Na delação, ele revela as razões pelas quais foi ao escritório do advogado José Yunes para pegar R$ 1 milhão. O valor teria de ser entregue ao ex-ministro Geddel Vieira Lima, em Salvador. Yunes é amigo de longa data e ex-assessor do presidente Temer.

“Vazamento criminoso”

A defesa de Michel Temer chamou de criminoso o vazamento dos vídeos com depoimentos de Funaro. Em nota, o advogado do presidente afirma que a divulgação tem propósito de causar estardalhaço.

A nota, assinada por Eduardo Pizarro Carnelós, classifica a divulgação como “mais um abjeto golpe ao Estado Democrático de Direito”. A defesa também afirma que o vazamento “tem o claro propósito de causar estardalhaço com a divulgação pela mídia”. Seria uma forma de constranger os deputados que votam nesta quarta-feira (18) o parecer do relator Bonifácio de Andrada.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome