Câmara e Senado decidem futuro de Temer e Aécio

Congresso Nacional
Foto: Agência Brasil

Senado já vota sobre as medidas do STF contra Aécio nesta terça (17). CCJ discute denúncia e parecer da denúncia contra Temer.

Michel Temer e Aécio Neves são os focos da atenção do Congresso Nacional nesta semana. A denúncia contra o presidente e os ministros da Casa Civil, Eliseu Padilha, e da Secretaria-Geral, Moreira Franco, entra em discussão na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara. No Senado, os parlamentares deliberam sobre o afastamento de Aécio por decisão do Supremo Tribunal Federal.

O relator da denúncia contra Temer, Bonifácio de Andrada (PSDB), recomendou a rejeição do prosseguimento da ação penal. O deputado tucano considerou que a matéria se baseia em delações sem credibilidade.

A partir das 10 horas desta terça-feira (17), a CCJ começa a discutir a denúncia e o parecer do relator. A votação na Comissão deve acontecer até quinta-feira (19). Mas, independente do placar, é o plenário da Câmara que decide se o STF poderá investigar o presidente e os ministros. A previsão é que a votação final termine até a quarta-feira (25).

Aécio Neves

A movimentação no Senado gira em torno de outro assunto. O STF determinou, em setembro, o afastamento do tucano Aécio Neves do mandato e o recolhimento noturno do parlamentar. A Casa agora decide se as medidas cautelares continuam valendo.

Ainda não se sabe se a votação será aberta ou secreta. Os senadores também deliberam sobre a volta de Aécio ao mandato, independente de a decisão do Supremo ser revogada ou não.

Deixe seu comentário

Please enter your comment!
Favor insira seu nome