26.6 C
Vitória
domingo, 14 abril, 2024

Vitória: metro quadrado mais caro entre as capitais

Vitória possui o metro quadrado mais caro entre as capitais no país, R$ 10.360,00, segundo o Índice FipeZAP+ de novembro

Por Amanda Amaral

Vitória apresentou o valor do metro quadrado mais caro, R$ 10.360,00, dentre as 16 capitais pesquisadas pelo Índice FipeZAP+ em novembro. No ranking geral, que inclui outras 34 cidades, a capital do Estado ocupa o 2º lugar.

- Continua após a publicidade -

Em novembro, Vitória registrou as maiores altas na variação mensal (2,65%), no acumulado até novembro (21,80%) e na análise dos últimos 12 meses (23,15%). Já em Vila Velha, que também consta na pesquisa, o valor do metro quadrado é R$ 7.409,00.

A cidade canela-verde apresentou alta em todas as comparações: variação mensal (1,29%), no acumulado do ano (21,32%) e variação anual (24,18%). No ranking entre todas as cidades analisadas pelo indicador, o município aparece em 13º lugar entre as que possuem o metro quadrado mais caro.

De acordo com o levantamento, o índice FipeZAP registrou alta de 0,46% em novembro em 2022. Na comparação com o mês anterior, a elevação nos preços residenciais subiu em 14 capitais. O indicador acumula alta de 5,84% no acumulado do ano e de 6,34% nos últimos 12 meses.

No Brasil, em novembro, o preço médio de venda residencial foi de R$ 8.297,00 o metro quadrado. Em segundo lugar atrás de Vitória, entre as capitais com o metro quadrado mais caro está São Paulo, com R$ 10.171, seguido pelo Rio de Janeiro, R$ 9.853. Entre todas as cidades analisadas pelo FipeZAP+, a capital do Espírito Santo fica atrás apenas de Balneário Camboriú, em Santa Catarina, onde a média do metro quadrado é de R$ 11.340. 

metro quadrado mais caro
Em Vila Velha, o preço médio do metro quadrado é R$ 7.409,00. Foto: Setur/Divulgação

Custo da construção civil

Já o Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil em novembro apresentou variação de 0,03% no mês de novembro. No mês anterior, a variação havia sido de 0,02%. O metro quadrado do CUB médio passou para R$ 2.335,15. A variação acumulada no ano é de 8,91% e nos últimos 12 meses é de 9,96%. 

O índice é calculado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-ES), que avaliou que a variação em novembro refletiu o aumento nos custos que as construtoras tiveram com materiais que fazem parte da cesta básica do índice. Dentre os materiais, os que mais subiram em novembro estão: registro de pressão cromado (4,19%); brita (3,83%); e vidro liso transparente (3,80%).

Confira o valor do metro quadrado dos bairros de Vitória:

Enseada do Suá – R$ 13.280/m² (+57,7%)
Mata da Praia – R$ 12.519/m² (+32,5%)
Praia do Canto – R$ 11.773/m² (+16,6)
Barro Vermelho – R$ 11.436/m² (+21,6%)
Santa Luiza – R$ 11.242/m² (+14,1%)
Jardim Camburi – R$ 8.505/m² (+24,4%)
Jardim da Penha – R$ 8.444/m² (+23,4%)
Santa Lucia – R$ 8.346/m² (+22,3%)
Bento Ferreira – R$ 7.714/m² (+9,4%)
Centro – R$ 2.567/m² (-1,3%)

Fonte: FipeZAP+ de novembro.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA