24.2 C
Vitória
terça-feira, 25 janeiro, 2022

Venda de veículos novos cai 75,9% em abril

Leia Também

O resultado foi o pior registrado desde o quadrimestre de 2006.

No primeiro mês completo desde que tiveram início as medidas de isolamento social no Brasil, a venda de veículos novos teve queda de 75,9% em relação a igual mês do ano passado, informou nessa segunda (04), a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), federação que reúne as concessionárias espalhadas pelo Brasil.

Segundo a instituição, em comparação a março, que começou a ser afetado na segunda quinzena pela pandemia do novo coronavírus, o tombo foi de 65,9%. Foram 55,7 mil unidades vendidas em abril, em soma que considera os veículos leves (automóveis e comerciais leves) e os pesados (caminhões e ônibus). É o menor volume para o mês desde o início da série histórica da Fenabrave, em 2003. Naquele ano, em abril, as vendas somaram 108,3 mil unidades, quase o dobro de abril deste ano.

No acumulado dos primeiros quatro meses de 2020, foram vendidas 613,7 mil unidades, recuo de 26,8% em relação a igual período do ano passado. É o menor volume para o primeiro quadrimestre desde 2006, quando as vendas, de janeiro a abril, somaram 548,5 mil unidades. O número acumulado de 2020 se aproxima do resultado de 2017, quando o mercado registrou 628,9 mil emplacamentos no primeiro quadrimestre.

Segmentos

Entre os veículos leves, que representam 93% do mercado em abril, as vendas somaram 51,3 mil unidades, baixa de 76,8% ante igual mês do ano passado e recuo de 67% em relação a março. No acumulado do ano, são 583,9 mil unidades, queda de 27,1% na comparação com igual período de 2019.

No caso dos pesados, o mercado de caminhões registrou 3,9 mil emplacamentos no quarto mês do ano, queda de 53,9% na comparação com igual mês do ano passado e de 40% em relação a março. No acumulado do ano, são 24,1 mil unidades, recuo de 19,2%.

No segmento de ônibus, os emplacamentos somaram 460 unidades, contração de 78,5% em relação a abril do ano passado e de 64,4% ante março. De janeiro a abril, foram vendidas 5,7 mil unidades, recuo de 30,9%.

Espírito Santo

O setor automotivo também sofreu impacto direto do novo coronavírus, que causou a paralisação das concessionárias de veículos, por conta do decreto estadual que recomendou o isolamento social, causando forte retração nas vendas de março e comprometendo o primeiro trimestre do ano.

Para o presidente do Sindicato dos Concessionários e Distribuidores de Veículos do Espírito Santo (Sincodives), Riguel Chieppe, “o mês de março foi impactado, fortemente, em função do coronavírus. Desta maneira, ainda não é possível revisar as projeções do setor para o ano de 2020”, comentou.

Foram emplacados 4.674 veículos, considerando o mercado total (autos, comerciais leves, motocicletas, caminhões, ônibus e implementos), o que refletiu na retração de -11,71% na comparação a fevereiro, quando foram emplacados 5.294 unidades. Já na comparação com o mesmo período no ano passado foram 5.253 veículos emplacados.

No acumulado do primeiro trimestre de 2020, foram emplacados 15.115 unidades, o que apresenta uma queda de -6,74% em relação ao mesmo período de 2019, quando foram vendidos 16.208 veículos.

Soluções

Para evitar a perda de clientes e reduzir a queda nas vendas, algumas concessionárias estão buscando soluções para facilitar a vida dos clientes. A Kurumá, representante da Toyota no Estado, que já realizava o atendimento digital, reforçou sua atuação nesse setor, disponibilizando apresentação dos veículos novos e seminovos e também simulação de financiamento, aprovação de crédito, avaliação de seminovo e renovação de seguro, tudo isso on-line.

Os clientes podem ainda solicitar o test drive delivery, serviço no qual, mediante agendamento, os consultores levam o veículo até o cliente para que ele possa testar o carro desejado. Além disso, têm a opção de entrar em contato com Whatsapp e receber atendimento instantâneo, podendo falar com um atendente ou reagendar serviços interagindo com ferramenta de inteligência artificial.

As concessionárias do Grupo Águia Branca também adotaram os protocolos de atendimento virtual. Dessa forma, é possível que o cliente conheça os veículos, simule um financiamento, aprove crédito, avalie o seminovo, faça ou renove seu seguro, entre outras opções. Todos esses serviços estão disponíveis nas concessionárias premium do grupo que comercializam veículos de passeio: Vitória Motors Jeep, Vitória Motors Mercedes-Benz e Land Vitória.

O atendimento 100% online tem oferecido bons resultados e acelerado uma tendência de mercado.

*Da redação, com informações de André Ítalo Rocha (AE)

Continua após publicidade

Mais Motores

Blogs e colunas