24.9 C
Vitória
sábado, 25 maio, 2024

Vale inaugura a primeira usina de briquete do mundo

O chamado “briquete verde” pode reduzir em até 10% a emissão de gases do efeito estufa. A usina está instalada na Unidade de Tubarão, em Vitória

A Companhia Vale inaugurou nesta terça-feira (12/12), na Unidade de Tubarão, a primeira usina de briquetes de minério de ferro do planeta. O chamado “briquete verde” pode reduzir em até 10% a emissão de gases do efeito estufa (GEE) na produção de aço das siderurgias.  Em 2024, a Vale informou que pretende iniciar a operação da segunda usina de briquetes.

A Vale explicou que o briquete verde foi desenvolvido pela empresa ao longo de quase 20 anos, e poderá reduzir ainda a emissão de particulados e de gases como dióxido de enxofre (SOX) e o óxido de nitrogênio (NOX), além de dispensar o uso da água na sua produção. O briquete verde pode substituir outros produtos na fabricação do aço, cortando em até 10% a emissão de gases do efeito estufa. Atualmente, As empresas de siderurgia são responsáveis por cerca de até 8% das emissões do planeta.

- Continua após a publicidade -

As duas usinas vão ter capacidade operacional de produzir 6 milhões de toneladas de briquetes de minério de ferro por ano. Dezenas de empresas já demostraram interesse no produto, que, a exemplo da pelota de mineiro de ferro, é a matéria-prima para a produção de aço. O investimento nas duas usinas passa de R$ 1,2 bilhão, revelou a empresa.

“O ‘briquete verde’ faz parte da linha de evolução dos produtos de minério de ferro oferecidos pela Vale ao longo de sua história, resultado de investimentos expressivos em pesquisa e inovação. Até os anos 1960, nosso produto básico era o granulado de alto teor de ferro, o lump. Com a queda da oferta do lump, implantamos as primeiras usinas de pelotização no Brasil, que permitiram o aproveitamento do minério fino (pellet feed) e seguem sendo importantes para a cadeia siderúrgica. Agora, temos o ‘briquete verde’, que vai revolucionar o processo de produção do aço”, explicou o vice-presidente executivo de Ferrosos, Marcello Spinelli.

A produção do “briquete verde” será realizada nas usinas 1 e 2 de politização, na Unidade Tubarão, em Vitória. A primeira usina, inaugurada hoje, já foi convertida para este fim. Uma terceira usina está prevista para Complexo de Vargem Grande, em Minas Gerais, onde está sendo instalada uma nova planta. A capacidade inicial de produção das usinas é de aproximadamente 7 milhões de toneladas por ano.

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA