18.9 C
Vitória
quarta-feira, 19 junho, 2024

Terzic vê Borussia Dortmund em condições de segurar PSG

Com vantagem de 1 a 0 construída na Alemanha, o treinador garante que seus comandados estão prontos para a realização de “um sonho”

O técnico Edin Terzic sabe que o Borussia Dortmund passará enorme pressão diante do Paris Saint-Germain nesta terça-feira, em duelo de volta das semifinais da Liga dos Campeões. Com vantagem de 1 a 0 construída na Alemanha, o treinador quer calar o Parque dos Príncipes e garante que sues comandados estão prontos para a realização de “um sonho”.

“O projeto do PSG foi construído ao longo de vários anos para conquistar este título. O seu grande objetivo sempre foi a Liga dos Campeões, essa é a sua missão. Mas também temos um grande sonho e queremos realizá-lo”, afirmou o treinador do time alemão

- Continua após a publicidade -

“Não me importa se somos os favoritos ou azarões, desde que tenhamos uma chance. Se for necessário, correremos mais 20 quilômetros amanhã e veremos que história o jogo de contará”, disse, admitindo que sua equipe vem se desempenhando de maneira diferente na Liga dos Campeões. “Na Bundesliga (Campeonato Alemão), somos o time que somou menos pontos contra os cinco primeiros. Mas na Liga dos Campeões estamos nas semifinais e indo bem.”

Derrotado no Parque dos Príncipes pela fase de grupos, por 2 a 0, Terzic garante que o resultado e a apresentação fazem parte do passado e que o time cresceu bastante depois daquele primeiro compromisso na França.

“Não ficamos satisfeitos com o jogo que fizemos aqui em Paris. Naquela época ainda não tínhamos nos encontrado e inventamos algo, então escolhemos uma abordagem defensiva. Tivemos muitas discussões. Antes do jogo o plano parecia bom, mas a execução não correspondeu. Faltou-nos coragem”, reconheceu, prometendo nova postura nesta terça-feira.

Como Terzic já havia feito no duelo de ida, o atacante Mbappé não terá marcação individual. O pensamento é que uma dedicação exclusiva ao astro pode deixar outros companheiros em condições de decidir.

“Só podemos defendê-lo como equipe. Com o ritmo incomparável que ele tem, ele não pode ser defendido sozinho”, admitiu o zagueiro Hummels. “Mas ele também é apenas uma parte disso. É preciso estar atento a muitos outros também. No entanto, temos de estar alertas por 90 minutos.” Com informações Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA