27.8 C
Vitória
terça-feira, 2 junho, 2020

Sites piratas são suspensos pela Polícia Civil

Leia Também

Trabalho presencial retorna na Ales a partir desta quarta (03)

Segundo a Casa, a presença dos servidores estará de acordo com as recomendações das organizações de saúde.

População pode escolher nome do Hospital Materno Infantil da Serra

Encerra na sexta-feira (05), a escolha do nome do Hospital Materno Infantil, que está em fase de conclusão no bairro Colina de Laranjeiras, na Serra.

Cooabriel inaugura unidade em Montanha

O objetivo da nova unidade é atender às grandes solicitações de sócios e produtores, além de expandir a cultura do café conilon na região.

Mais de 14 mil casos confirmados do novo coronavírus no ES

Segundo o “Painel Covid”, administrado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), chegou a 14.285 o número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus no Espírito Santo.

A Operação 404, deflagrada pela Polícia Civil, na última sexta-feira (1º), “derrubou” aplicativos e sites piratas

Cerca de 210 sites piratas e 100 aplicativos ilegais foram suspensos pelo Ministério de Justiça e Segurança Pública por meio da “Operação 404”, deflagrada pela Polícia Civil (PC), na última sexta-feira (1º). Com isso, 30 mandados de busca e apreensão foram feitos em 12 estados.

São Paulo é o estado com maior número de alvos da operação. Em apenas um dos sites localizado no território paulista, são registrados mais de 128 mil acessos diários. Amazonas, Bahia, Espirito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Paraíba, Pernambuco e Santa Catarina também estão na lista da PC.

O objetivo da operação foi combater crimes praticados contra a propriedade intelectual. Desta forma, foi realizado o bloqueio e suspensão das plataformas, desindexação de conteúdo em mecanismos de busca e remoção de perfis em mídias sociais.

Celulares, computadores e dinheiro foram apreendidos pela PC, na Operação 404. – Foto: Divulgação

Segundo o coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticas do Ministério da Justiça, delegado Alessandro Barreto, a investigação tem como premissa as pessoas que veiculam esse tipo de material, e não os consumidores.

“Alguns deles (consumidores) denunciaram as empresas piratas, como se fossem legais. Até na Anatel [Agência Nacional de Telecomunicações] foram feitas reclamações. Se vocês olharem o Reclame Aqui, verão que tem gente dizendo que comprou o serviço e que não está tendo o retorno esperado. Isso mostra que alguns deles não tinham conhecimento do ilícito”, disse Barreto.

O coordenador da operação reforça, ainda, que quem fornece o serviço pirata pode ser condenado a uma pena de 2 a 4 anos de prisão. “A pena pode ficar ainda maior porque a rentabilização costuma envolver outras práticas criminosas, como lavagem de dinheiro”, afirma ele.

Prejuízos

Durante a coletiva de imprensa, Alessandro Barreto explicou que o sistema de pirataria traz muitos prejuízos não só aos proprietários do produto, mas aos consumidores também. Segundo ele, a estimativa é que haja um prejuízo de R$ 9 bilhões por ano para o Brasil, por isso é necessário que se tenha conscientização acerca do problema.

“Tem de haver um saneamento da publicidade online, porque tem de um lado quem quer publicar, e do outro quem quer anunciar. No meio tem uma rede de intermédio da propaganda. Por isso tem de haver um código de boas práticas de propaganda ou, como já existe no exterior, uma black list de sites onde não se pode fazer publicidade”, sugeriu ele.

Para ele, campanhas de incentivo são importantes para acabar com o sistema criminoso. “Alguns desses sites, aplicativos e caixas de TV paga são infectados com malwares [softwares maliciosos que pode prejudicar o sistema dos dispositivos]”, disse o delegado.

Veja o depoimento do coordenador do Laboratório de Operações Cibernéticas do Ministério da Justiça, delegado Alessandro Barreto:

Leia Também:
Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

esbrasil_176
Continua após publicidade

Fique por dentro

Governo publica MP que pode destravar crédito às pequenas e médias empresas

Os bancos já emprestaram mais de R$ 900 bilhões em recursos novos, renovações e suspensão de parcelas de empréstimos.

Parque de iluminação de Vila Velha será modernizado e ampliado

O edital para contratação da empresa que realizará o serviço foi lançado na sexta-feira (29), nos Diários Oficiais do Município, Estado e da União, além de jornais de circulação nacional.

Segundo trimestre deve ser bem pior para o PIB, diz presidente do BC

Ao avaliar os dados de atividade, Roberto Campos Neto também afirmou que houve uma piora crescente da expectativa entre agentes econômicos sobre o PIB.

Embraer tem prejuízo líquido de R$ 1,276 bilhão no 1º trimestre, 6 vezes maior

Segundo a empresa, os principais fatores determinantes para o aumento do prejuízo líquido ajustado foram o declínio na receita operacional aliado ao crescimento das perdas cambiais.

Vida Capixaba

Novas regras adotadas para o comércio a partir desta segunda-feira (1º)

As novas regras para galerias, centros comerciais, academia, shoppings e restaurantes de Vila Velha foram publicadas no Diário Oficial do município desse domingo (31).

Lugar de homem é na cozinha

A arte de combinar ingredientes e temperos tem atraído mais e mais homens Em restaurantes ou em ambientes domésticos, é cada vez mais comum ver...

Shoppings da Grande Vitória poderão abrir a partir de segunda (1º)

De acordo com a secretária de Estado de Gestão e Recursos Humanos, Lenise Loureiro, a decisão foi tomada durante uma reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública do Estado, realizada hoje. 

Como montar um cantinho lúdico e organizado para as crianças

Com as crianças em casa em tempo integral, as famílias se deparam com o desafio de manter a rotina de atividades escolares e brincadeiras.
Continua após publicidade