22.9 C
Vitória
segunda-feira, 17 junho, 2024

Saúde oral dos idosos, uma necessidade crescente

Quando o idoso vai ao dentista com frequência, pode evitar complicações e dores

Por Beatriz Coutens

É muito importante que as pessoas envelheçam com saúde e qualidade de vida para, assim, aproveitarem a chamada “melhor idade” da maneira mais satisfatória possível. Para isso, é fundamental ao longo da vida seguir aquelas orientações que não se pode cansar de dizer e nem de ouvir: cuidar da alimentação, fazer o check-up médico regularmente e praticar atividade física.

- Continua após a publicidade -

E quando se fala em dia com as avaliações médicas, é fundamental estar atento também à saúde bucal.

Infelizmente, essa realidade está distante de parte da população idosa do País. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 11% da população nunca visitou um dentista e três a cada quatro idosos não possuem nenhum dente. Números alarmantes que chamam a atenção para a importância da saúde preventiva e do acesso dessas pessoas aos profissionais da odontologia.

Quando o idoso vai ao dentista com frequência, pode evitar complicações e dores. O profissional verifica desgastes e realiza a limpeza e outros tratamentos específicos para combater os problemas nos dentes e na região da boca.

A saúde bucal do idoso pode ser afetada por disfunções mais recorrentes na terceira idade, como doenças cardiovasculares e diabetes, por exemplo. E quem faz tratamento oncológico também pode ter a saúde bucal prejudicada devido aos medicamentos e outros procedimentos mais invasivos para combater o câncer.

A nossa boca é a porta de entrada para muitas bactérias. Quando não cuidamos da saúde bucal, pode haver um aumento da placa bacteriana e, se o paciente apresenta alguma lesão não curada, esse pode ser um portal para infecções mais graves em outras regiões do corpo. 

Doutora Beatriz Coutens, cirurgiã-dentista e odontologista oncológica. Foto: Divulgação
Doutora Beatriz Coutens, cirurgiã-dentista e odontologista oncológica. Foto: Divulgação

E como em qualquer outra área do corpo, a prevenção e a detecção precoce de possíveis doenças são fundamentais para se evitar ou combater as patologias, caso elas apareçam, de forma eficaz e evitando maiores complicações para o organismo.

Além da higienização dos dentes, podemos destacar outros cuidados a serem tomados para manter a saúde bucal em dia, principalmente para idosos, que são mais suscetíveis a problemas bucais por causa de doenças pré-existentes. Um dos cuidados importantes é estar atento a alterações da boca. Ao notar bolhas, gengivas doloridas ou sangrando, o dentista deve ser consultado para avaliar o quadro.

Ir ao dentista regularmente é uma recomendação válida para pessoas de todas as faixas etárias. Na terceira idade vale muito dar uma atenção especial, uma vez que o idoso tem necessidades típicas da idade e requer cuidados específicos.

A saúde oral é construída por cuidados importantes que vão fazer a diferença na saúde, não só da boca e dos dentes, mas do organismo como um todo.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA