23.3 C
Vitória
quarta-feira, 24 abril, 2024

Saúde em família: start para uma vida plena

Certamente, você já deve ter escutado o velho ditado “você é o que você come”. E isso é a mais pura verdade. O que poucos imaginam é que muitos desistem de mudar, por falta de uma rede de apoio para que essa combinação vida longa x mudança de hábitos dê certo

Sentir-se bem é a nova tendência. As pessoas estão mais preocupadas com o que fazem e comem. Esse comportamento está ligado aos novos hábitos que valorizam a qualidade de vida. Inserir a família nesse processo é fundamental. Repensar os hábitos alimentares em família é o primeiro passo para conseguir uma vida mais saudável com resultados positivos e duradouros. Isso significa criar uma rotina que envolve cuidado com a alimentação, exercícios físicos regulares e sono de qualidade.

As pessoas estão cada vez mais focadas na saudabilidade, que não é apenas ingerir ingredientes voltados para dietas ou benefícios específicos, mas resgatar a importância da qualidade de vida e dar preferência aos alimentos naturais, sem abrir mão do sabor e da aparência das comidas que tanto valorizamos. Isso não significa dizer que a saudabilidade veio para substituir totalmente os hábitos antigos. Você pode comer um doce, tomar um drink, por exemplo, mas deve evitar que esses produtos permaneçam no seu cardápio diário. É preciso ter em mente que o equilíbrio é o elemento-chave das suas escolhas.

- Continua após a publicidade -

Assim como qualquer modificação, desenvolver hábitos melhores requer ajustes, persistência e foco. Comece essa transformação com um check list feito por toda a família. Planeje suas refeições e faça compras em supermercado e feiras e elimine da lista os alimentos ultraprocessados (enlatados, temperos prontos, biscoitos recheados, etc) e evite os processados (frutas em caldas, pães feitos com farinha de trigo, leveduras, água e sal, carne seca e toucinho).

Mantenha o carboidrato e gorduras boas da alimentação, ele são as principais fontes de energia do nosso corpo. Consuma-os em quantidades adequadas! Troque os carboidratos simples, um dos responsáveis pelos quilinhos a mais na balança, como o arroz branco, massas refinadas e pães, pelos carboidratos complexos, que promovem uma sensação de saciedade por mais tempo. Tubérculos como batata doce, aipim e inhame, além de ovo, castanhas e amendoim são possíveis escolhas.

Essas pequenas mudanças irão melhorar sua saúde e ainda diminuir algumas medidas. Rever só a alimentação resolve? Não, mas é o começo. Aliar uma boa alimentação à atividade física e sono é essencial para os resultados futuros.

Se você e sua família não têm costume de praticar atividade, comecem com exercícios leves, como uma caminhada no calçadão ou um passeio de bicicleta, três vezes na semana, por 30 minutos. Transforme o que seria uma obrigação em um momento de descontração e interação familiar. Ao término do dia, planeje ir para cama sempre no mesmo horário, apague todas as luzes, para que a melatonina (hormônio do sono) seja produzida e evite o consumo de café, chocolate e outros alimentos estimulantes, no máximo, 4 horas antes de dormir.

Para ser saudável precisamos ter força de vontade. Comece agora a mudança da sua vida.

Paulo Lessa é médico

Mais Artigos

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Fique por dentro

ECONOMIA

Vida Capixaba