24.9 C
Vitória
terça-feira, 25 junho, 2024

Rússia acusa EUA de arriscarem confronto nuclear direto

Chanceler da Rússia disse que os três principais países ocidentais com armas nucleares ‘patrocinam’ a resistência da Ucrânia

O ministro de Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, renovou críticas aos Estados Unidos e acusou o Ocidente de levar o mundo à beira de um “confronto militar direto” entre potências nucleares. Os comentários foram feitos em discurso durante conferência de segurança em Moscou.

Lavrov afirmou que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) “ainda sonha” com uma derrota russa na Ucrânia e disse que os três principais países ocidentais com armas atômicas “patrocinam” Kiev. “Isso poderia criar sérios riscos estratégicos e aumentar a ameaça nuclear”, disse.

- Continua após a publicidade -

O ministro também expressou preocupação com o avanço da aliança entre EUA, Reino Unido e Austrália, conhecida como Aukus. Para ele, Washington e seus parceiros trabalham para criar uma vantagem militar unilateral por meio de novos limites ao arsenal nuclear.

Lavrov indicou ainda oposição a novos acordos de controles de armamento com os EUA. “Só será possível discutir estes temas depois de as autoridades dos EUA renunciarem à sua política antirrussa abertamente hostil”, ressaltou. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA