26 C
Vitória
quinta-feira, 11 agosto, 2022

Prefeituras reduzem em 4% gasto com pessoal no ES

A prefeitura de Vitória foi a que registrou maior despesa com pessoal, segundo o anuário. (Fotografia - André Sobral)

De acordo com anuário Finanças dos Municípios Capixabas, a redução de gasto pessoal foi causada pela pandemia

Por Josué de Oliveira

As prefeituras do Estado tiveram uma redução de 4% em gastos com a folha de pagamento em 2021. O motivo foi a Lei Complementar 173/2020, que proibiu os municípios de fazer contratações, concursos públicos e conceder reajustes salariais por conta da pandemia.

De acordo com os dados divulgados pelo anuário Finanças dos Municípios Capixabas, essa foi a segunda maior contração percentual desde o fim da década de 1990, sendo superada apenas pela redução de 6,4% em 2016.

Dos 77 municípios analisados pela publicação, 73% registraram redução real na despesa com pessoal.

As retrações mais expressivas foram registradas em Presidente Kennedy (-18%), Água Doce do Norte (-15,1%), Piúma (-14,8%), Ibitirama (-14%) e Itapemirim (-12,9%).
Vitória, a capital do Espírito Santo, apresentou a maior diminuição absoluta do Estado, da ordem R$ 77,1 milhões.

Por outro lado, 21 municípios assinalaram crescimento real na despesa com pessoal em 2021. São eles: Muqui (12,2%), São José do Calçado (11,1%), Águia Branca (9,2%) e Vila Pavão (8,6%), Viana (8,6%) e Cariacica (8,4%).

“A preços correntes, ou seja, sem considerar a variação do nível de preços, os dispêndios com pessoal subiram 3,8%. Porém, o crescimento inflacionário de 8,3% entre os preços médios de 2020 para 2021 foi decisivo para o recuo real de 4%”, explicou a economista e editora do anuário Tânia Villela.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade