22.7 C
Vitória
domingo, 19 maio, 2024

PF realiza operação contra grupo que desviou dinheiro da Prefeitura de Marilândia

Organização criminosa desviou recursos do município de Marilândia por meio de fraudes eletrônicas, de acordo com a PF

Por Robson Maia

A Polícia Federal (PF) deflagrou na última quarta-feira, (20), uma operação que investiga a existência de uma organização criminosa direcionada a práticas de fraudes eletrônicas. A Operação Périplo, como foi batizada, teve como alvo a Prefeitura de Marilândia, município da Região Norte do Espírito Santo.

- Continua após a publicidade -

Segundo a PF, a organização promoveu, por meio de invasão de dispositivos eletrônicos, transferências e saques fraudulentos de valores oriundos de contas bancárias de titularidade da prefeitura do município. Ainda de acordo com as investigações, o grupo infrator se valeu de uma série de contas bancárias em nome de “laranjas” para efetivação das movimentações financeiras ilícitas provenientes dos valores desviados e dissipação do dinheiro furtado.

A investigação teve início com a prisão em flagrante, realizada em Minas Gerais. O indivíduo, que não teve o nome divulgado pela PF, portava inúmeros cartões de terceiros, contendo anotação de senhas e outros objetos usados para a prática das fraudes e saque dos valores desviados.

Foram cumpridos ainda dois mandados de busca e apreensão em Brasília/DF, expedidos pela Vara Federal da Subseção Judiciária de Colatina/ES.

Os investigados responderão pelos crimes de invasão de dispositivo eletrônico, furto mediante fraude, lavagem de dinheiro e organização criminosa, cujas penas somadas podem chegar a mais 30 anos de reclusão.

A Operação Périplo, como foi intitulada, significa viagem com várias paragens ou etapas, semelhante ao caminho da fraude investigada. Em nota, a Prefeitura de Marilândia informou que a investigação se refere a casos que ocorreram em 2021 e que o Executivo tomou as medidas judiciais necessárias para bloqueio de transferências.

Confira a nota oficial da Prefeitura de Marilândia na íntegra:

“A fraude citada ocorreu no início de 2021 (mês de maio). Quando foram detectadas movimentações de cunho duvidosos na conta da Prefeitura de Marilândia, todas as medidas de seguranças foram tomadas, inclusive, um valor que havia sido transferido foi bloqueado, porém, outros valores menores que já haviam sido transferidos para algumas contas de pessoas física, não obtiveram êxito de bloqueio.

Sendo assim, a prefeitura tomou todas as medidas judiciais cabíveis, ingressando com ação objetivando a indenização das supostas fraudes em suas contas bancárias, tendo em vista, serem verbas da Secretaria Municipal de Educação. A referida ação teve reflexos positivos para o Município, com decisão favorável para o Município, detectando a fraude bancária e condenando a instituição financeira a ressarcir o Município dos valores desviados, porém, tal decisão segue em fase de recurso.

Os desdobramentos do caso estão em avanço, e os mandados de prisão dos prováveis responsáveis pela fraude foram emitidos nesta semana“.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA