21 C
Vitória
terça-feira, 14 julho, 2020

Pesquisa revela que empresas capixabas de TI apostam na superação da crise causada pela pandemia

Leia Também

ES confirma mais de 63 mil infectados pela Covid-19

Chegou a 63.881 o número de casos confirmados do novo coronavírus no Espírito Santo, de acordo com o “Painel Covid”, da Sesa.

INSS começa teste de prova de vida digital com 550 mil beneficiários

Num primeiro momento, o mecanismo será feito por meio de reconhecimento facial, com o uso da câmera do celular, para quem já tem carteira de motorista ou título de eleitor digital.

Saque emergencial FGTS liberado para os nascidos em março. Como sacar?

O valor do saque é de até R$ 1.045, considerando a soma de todas as contas do FGTS do trabalhador. Nesta etapa, poderão ser pagos até R$ 3,3 bilhões. 

Mesmo diante desta realidade, 91,9% das empresas acreditam que vão superar a crise e apenas 8,1% se mostraram pessimistas quanto ao futuro dos seus negócios

A Associação Capixaba de Tecnologia (ACT!ON), em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Industrial do Espírito Santo (Ideies), promoveu uma pesquisa com o objetivo de ouvir o empresariado de base tecnológica. Foram consultadas, empresas associadas, em sua grande maioria, micro e pequenas empresas capixabas.

O foco foi identificar as principais dificuldades, sugestões e expectativas diante os desafios que a pandemia, provocada pela Covid-19, impôs ao mercado de tecnologia do Espírito Santo.

Os dados mostram que o setor de Tecnologia da Informação (TI), também enfrenta grandes desafios, como a inadimplência (35,6% registraram um aumento e 10,3% relataram um aumento acentuado). Outro impacto preocupante é o índice de endividamento (40,2% informaram que tiveram um aumento e 5,7% um aumento acentuado). Mesmo diante desta realidade, 91,9% das empresas acreditam que vão superar a crise e apenas 8,1% se mostraram pessimistas quanto ao futuro dos seus negócios.

Perspectivas

Um outro ponto abordado foi a perspectiva da retomada. Para 64,3% dos empresários, após a pandemia, em seis meses, aproximadamente, será possível a volta do que chamam de razoável normalidade.

Outro fator positivo diagnosticado foi o esforço do empresariado em manter o quadro funcional e considerar a redução de funcionários como última alternativa. Para isso, muitos dos empresários já optaram, ou pretende optar, por alternativas de flexibilização da força de trabalho, como antecipar férias, utilizar banco de horas ou reduzir a carga horária/salário. Outro indicativo trata das as ações para fortalecimento do caixa: negociação de serviços e contas básicas, postergação de impostos e contratação de empréstimos, inclusive para o pagamento da folha.

A pesquisa faz parte da campanha Solidariedade Empresarial, desenvolvida pela ACT!ON. Trata-se de uma série de ações que visão auxiliar os empresários do Espírito Santo por meio de palestras em vídeo conferências, orientações trabalhistas, busca de informações sobre os impactos com fontes seguras, além do movimento para reforçar a responsabilidade financeira e manter o funcionamento dos negócios com qualidade.

Para o diretor-presidente da ACT!ON, Emílio Augusto Barbosa, os resultados demonstram claramente que o setor de tecnologia capixaba é forte e bem estruturados, apesar de ser majoritariamente formado por micro e pequenas empresas. Ele acredita que os dados mostram a maturidade dos empresários que, mesmo com grandes desafios, buscam soluções equilibradas, valorizam a responsabilidade financeira e priorizam a retenção dos talentos, principal ativo dessas empresas.

“Precisávamos agir rapidamente, fomos felizes nesse aspecto. A responsabilidade é de todos e essa união é essencial para superarmos a crise. Sabemos que a tecnologia tem papel fundamental nessa luta. A transformação digital veio para ficar e isso ficou mais evidente com a crise gerada pela Covid-19. Todos os setores da economia se conectam e se complementam. Dessa forma, todos os elos da cadeia de negócios são importantes, estão interligados e o empresário capixaba tem compreendido essa realidade. As relações comerciais que levaram anos para serem construídas precisam ser preservadas, elas serão imprescindíveis para a retomada das empresas”, conclui ele.

Emílio reforça a importância da resiliência e visão solidária das empresas neste momento de pandemia. Segundo ele, o plano de ação emergencial da ACT!ON visa a fortalecer as conexões da economia e busca por soluções e apoio para o setor, não só das empresas de base tecnológica, mas de todo o mercado capixaba.

“Estamos incansavelmente analisando a situação do mercado capixaba e do mundo. A pesquisa é balizadora neste sentido. Consideramos a informação uma base importantíssima para elaboração das estratégias de sobrevivência comercial. Constatamos a força de superação do capixaba e isso é motivo de muito orgulho. Estamos buscando um diálogo com outras entidades representativas e órgãos governamentais para acharmos alternativas que venham contribuir com o mercado. Esse é o nosso papel como agentes interlocutores e estamos trabalhando nesta direção”, avalia o diretor-presidente da ACT!ON.

Já o diretor-executivo do Ideies, Marcelo Saintive, destaca a importância das estratégias baseadas em dados seguros. “Em tempos normais já é muito difícil planejar sem informações claras, confiáveis e diretas. No atual cenário da pandemia do novo coronavírus, ousaria dizer que é impossível. A ACT!ON ao procurar o Ideies para conduzir este trabalho estava ciente desta necessidade. Primeiro, precisava gerar informações de qualidade sobre o setor para então pensar como agir. É nesse ponto que ela se encontra hoje, no da ação guiada pela informação. Dada atual conjuntura, um caminho sinuoso, mas com direção”, afirmou.

Antes da pandemia, todos os eventos da ACT!ON já trabalhavam com suas associadas as conexões entre as empresas capixabas e o esforço em prepará-las para as mudanças e tendências do mercado mundial. Muitas passaram a ser soluções para o enfrentamento das dificuldades atuais: e-commerce com recurso para B2B e B2C, meios de pagamento digitais, infraestrutura de comunicação,  entre outras que, aliadas às tecnologias de inteligência artificial e big data, entrarão no radar de qualquer negócio que precise se reinventar, agora, ou no pós-crise.

Para o CEO da empresa Tempro Software, Luiz Antônio De Biase, a capacidade de superação dos empresários capixabas e a vitalidade do setor de TI são os ingredientes que vão permitir às empresas atravessar a crise. “As empresas estão tendo que se reinventar e, mais do que nunca, isso tem sido feito com ajuda da tecnologia. Há um interesse crescente em inovação e estratégias digitais”, reforça.

Solidariedade Empresarial

Criada no início da pandemia, a pesquisa realizada faz parte da campanha Solidariedade Empresarial e tem o objetivo de sensibilizar os empresários e motivar as corporações a não romperem com as conexões comerciais que compõe o mercado.

A próxima ação programada da ACT!ON será o Vinho com TI versão digital. O evento segue as normas de afastamento social e será realizado no próximo dia 04 de junho, às 18h. A programação conta com: palestras sobre as novas tendências mundiais; o novo comando da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes); as ações da ACT!ON em 2020; além do planejamento para as próximas ações e a negociação coletiva do trabalho 2020/2022.

Mais informações podem ser adquiridas por meio do site: www.action.org.es

Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Chefe ou líder? O que você é?

Entende-se que uma das características mais importantes de um líder é desenvolver uma equipe que seja capaz de funcionar sem ele

Tecnologia faz produção de café conilon “pocar” no Norte do ES

Quem apostou em sistemas de irrigação modernos, aliados ao manejo correto integrado, já começa a colher os primeiros frutos de uma tecnologia que veio para ficar.

Feirão Limpa Nome: seis passos antes de renegociar!

Mas antes de ir para a etapa de negociações é importante que o consumidor conheça seus números e faça uma faxina financeira.

CNI: confiança dos empresários da indústria melhora pelo 3ª mês seguido em julho

As expectativas com relação aos próximos seis meses já são otimistas", destacou a CNI, no documento. Confira! Por Eduardo Rodrigues (AE) Após bater no fundo do...

Vida Capixaba

Desafios do mercado audiovisual será tema de live

No bate-papo virtual também vão estar em pauta os desafios do mercado audiovisual e a experiência de Abel Santana no mundo das artes.

Mães à beira de um ataque de nervos

Não há descanso para as mamães, em casa, durante a pandemia Por Letícia Vieira Patrícia achou estranho o silêncio repentino, fazia meses que aquilo não acontecia:...

Escolas de Vila Velha são notificadas por não dar descontos nas mensalidades

As instituições privadas de ensino que não estão aplicando o desconto previsto na Lei Estadual nº 11.144/2020, válida a partir do dia 19 de junho.

Famílias têm papel fundamental na relação da criança com mundo digital

Rotinas offline ajudam a criança a desenvolver autorregulação. Saiba mais! Durante a pandemia de covid-19, os dispositivos eletrônicos com acesso à internet se tornaram...
Continua após publicidade