24.4 C
Vitória
quarta-feira, 17 agosto, 2022

Rede de solidariedade para superar crise provocada pela pandemia

solidariedade

Com o objetivo de contribuir com toda a cadeia econômica do Estado, a Associação Capixaba de Tecnologia (ACT!ON) lança a campanha Solidariedade Empresarial

Os mais variados seguimentos que constituem a cadeia de negócios capixaba estão interligados como uma grande corrente e cada empresas representa um elo. Para enfrentar os desafios da atual crise, a Associação Capixaba de Tecnologia (ACT!ON) acredita que é fundamental preservar todos eles.

Com o objetivo de contribuir com toda a cadeia da economia do Estado, a ACT!ON lançou a campanha Solidariedade Empresarial, cujo intuito é sensibilizar os empresários e motivar as corporações a manter as relações entre as grandes, médias e pequenas empresas; fornecedores, empreendedores e colaboradores.

O movimento representa uma série de ações que visam compartilhar a esperança de que, juntos, é possível superar o desafio. São ações que buscam a união empresarial, a solidariedade e informações capazes de orientar as empresas neste momento tão complexo.

Para o diretor-presidente da entidade, Emílio Augusto Barbosa, é preciso entender o cenário e ter a clareza de que um rompimento abrupto da corrente de relações comerciais pode dificultar a superação da crise atual.

“Momentos excepcionais pedem ações, comportamentos e medidas excepcionais. Precisamos trabalhar para garantir que toda a cadeia de negócios, já estruturada, seja preservada. Será mais difícil se reerguer se algum elo dessa grande corrente de negócios se romper”, disse Barbosa.

Ele destaca, ainda, a dificuldade de se encontrar fornecedores no mercado que entendam as especificidades de determinados negócios. “Imaginem como será difícil, daqui a três, quatro meses, quando esse momento difícil passar, se esse fornecedor, que geralmente também é um grande parceiro comercial, não estiver presente do outro lado da crise. Teremos que recomeçar o processo de construção de relacionamentos comerciais do início e isso tornará a retomada da normalidade muito mais complicada. Precisamos ser solidários neste momento e manter essa corrente completa. Porém, será necessário fazer concessões para sustentar, suportar e manter todos os elos. Mas, acredite, amanhã estaremos mais fortes!”, destaca o diretor-presidente.

selo
O selo desenvolvido para a campanha visa a estimular as empresas se ajudarem. – Foto: Divulgação
Ações

Em parceria com o Instituto de Desenvolvimento Educacional e Industrial do Espírito Santo (Ideies), irá realizar uma pesquisa sobre os efeitos da crise nas empresas do nosso setor. A ideia da pesquisa é obter informações e identificar cenários para contribuir com as estratégias das empresas para se manterem e retornarem à normalidade mais rapidamente.

Outra ação importante é o Tira Dúvidas ACT!ON que, por meio de teleconferência, disponibiliza especialistas que orientam e tiram dúvidas sobre os impactos da pandemia no mercado. As conferências, após a live realizada na mídia social, ficam disponíveis no portal www.action.org.es na ACT!ON-TV.

Primeiras orientações

Neste momento, o mais importante é se apropriar de todas as informações necessárias para a tomada de qualquer decisão. Segundo a entidade, são Medidas Provisórias, Decretos, Instruções Normativas e notícias que podem ou não influenciar os negócios e decisões. Possibilidades que, se aplicadas, podem gerar consequências e responsabilidades futuras. Nesse sentido, a ACT!ON procura prover informações estruturadas, de fonte confiável, para que cada empresário possa se informar e basear suas decisões com maior segurança.

Outra orientação importante é sobre a avaliação do clima dos seus colaboradores. Um momento como esse resultará em muita insegurança, incerteza com relação ao futuro, angústia e desânimo. Isso tudo pode, também, afetar a produtividade e a qualidade dos trabalhos e serviços.

O caminho é buscar uma comunicação permanente e transparente com a equipe. Ações de mobilização, engajamento, motivacionais também são importantes. E manter o equilíbrio é outra orientação importante. A instituição lembra que o Estado do Espírito Santo tem uma economia forte e diversificada, composta por vários segmentos e que podem construir, juntos, uma saída para esse momento e chegarem do outro lado da crise mais fortes.

Luz no fim do túnel

Apesar do Fundo Monetário Internacional (FMI) prever uma recessão mundial para 2020 e a Organização das Nações Unidas (ONU) estimar um possível déficit de até US $ 2 trilhões na renda global, dada a paralisação de várias economias, vários analistas estão prevendo uma recuperação já se iniciando no terceiro trimestre de 2020.

Emílio Barbosa reforça que o Brasil já superou outras crises e o Espírito Santo tem uma posição privilegiada por sua economia diversificada. “Nós da ACT!ON temos a convicção que vamos superar esse desafio, mas para isso é preciso que todos façam a sua parte. A nossa proposta é que todas as empresas, não só as do setor de tecnologia, tomem suas decisões com o espírito da solidariedade empresarial, pensando também nos elos da corrente para que todos possamos ficarmos juntos, agora e depois da crise”, finaliza.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Entre para nosso grupo do Telegram

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade