24.4 C
Vitória
quarta-feira, 24 DE julho DE 2024

Pesquisa da UFES busca converter plástico em carvão

Estudo foi premiado no Biguá de Sustentabilidade 2023 como um importante projeto sustentável

Por Kebim Tamanini

Uma pesquisa pioneira conduzida pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) está convertendo resíduos plásticos, em especial o PET, em carvão e bio-óleo. Este projeto, agraciado com o segundo lugar no Prêmio Biguá de Sustentabilidade 2023, destaca-se como um dos mais importantes no Espírito Santo no campo da sustentabilidade.

- Continua após a publicidade -

A pesquisadora e doutoranda Gabriela Cupertino explica que a iniciativa vai além do tratamento convencional de resíduos, proporcionando uma nova utilidade aos plásticos por meio de métodos inovadores. O foco do projeto premiado é a co-pirólise de dois materiais distintos: madeira e garrafas PET.

A co-pirólise é um processo termoquímico que envolve a decomposição térmica simultânea de dois ou mais materiais orgânicos na ausência de oxigênio. Nesse processo, os materiais são submetidos a altas temperaturas, resultando na produção de produtos gasosos, líquidos e sólidos.

“Nosso objetivo não é apenas gerar esses materiais, mas mostrar que a reciclagem é uma porta de entrada para a criação de novos produtos e geração de renda”, afirma Cupertino, ressaltando a importância de considerar o lixo como uma valiosa fonte de matéria-prima.

Uso na indúsria

As perspectivas futuras do projeto incluem o aprimoramento contínuo do processo de co-pirólise para torná-lo mais aplicável na indústria. Observou-se que o carvão produzido pode ser utilizado na indústria siderúrgica, contribuindo não apenas para a redução de resíduos, mas também para a geração de insumos úteis em diferentes setores econômicos.

O projeto contou com parcerias internacionais, como a coorientação à doutoranda de professores da Universidade da Carolina do Norte (EUA). Cupertino também executou uma parte do projeto na Universidade de Córdoba (Espanha), sob a supervisão do professor Rafael Luque.  

Com esse avanço, a pesquisa da UFES destaca o potencial transformador da reciclagem, não apenas como uma prática ambientalmente responsável, mas como uma fonte viável de inovação e desenvolvimento econômico sustentável.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA