24.9 C
Vitória
terça-feira, 25 junho, 2024

Paralisação dos rodoviários surpreende usuários do Transcol

Aproximadamente 340 ônibus não circularam durante a madrugada e início da manhã desta quinta (9). Paralisação foi suspensa às 7h50

Por Mariah Friedrich e Kebim Tamanini

Uma paralisação de rodoviários pegou usuários do sistema Transcol de surpresa nesta quinta-feira (9). Motoristas das viações Nova Transporte e Santa Zita cruzaram os braços na madrugada e início da manhã, fazendo com que aproximadamente 340 ônibus não ciculassem. A manifestação terminou às 7h50, segundo o Sindicato dos Rodoviários.

- Continua após a publicidade -

A mobilização envolveu mais de 1.300 rodoviários do Sistema Transcol, afetando a circulação de cerca de 340 ônibus que atendem Viana e parte de Cariacica e linhas troncais que conectam Serra, Vitória e Vila Velha, como 504 (Terminal de Itacibá – Terminal de Jacaraípe), 505 (Terminal Itacibá – Terminal de Laranjeiras) e 591 (Serra – Terminal de Campo Grande). 

O motivo da paralisação, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Espírito Santo (Sindirodoviários), está relacionado ao descumprimento da convenção coletiva por parte das empresas Santa Zita e Nova Transportes, que integram o Sistema Transcol.

Eles relatam condições precárias, incluindo assédio moral, jornadas excessivas e exigência de realização de múltiplas linhas, conhecido como “cruzamento de linha”, além de dificuldades com manutenção dos veículos e seriam obrigados a arcar com despesas de avarias sem critérios claros.

“É por isso que hoje fizemos uma mobilização, já foi suspensa mais ou menos às 9 horas da manhã, com a possibilidade de retomar um dálogo com a Ceturb, já que a intransigência da diretoria destas empresas culminou nesta ação”, relatou o diretor secretário do Sindirodoviários, Marcos Suel.

A paralisação impactou diversas linhas importantes, como a 500 (Terminal de Itacibá – Vila Velha), 509 (Terminal de Campo Grande – Terminal de Carapina) e 700 (Terminal de Itacibá – Terminal de Campo Grande). Veja a seguir as linhas impactadas:

WordPress Tables Plugin

Em Cariacica, os terminais amanheceram lotados devido a mobilização. Passageiros demonstraram insatisfação nas redes sociais. “Ninguém avisa nada que vai entrar de greve. Todo mundo sem chegar no trabalho. Absurdo isso”, comentou um passageiro no Instagram. “Greve de ônibus do nada”, escreveu outra usuária no X (antigo Twitter), colocando um emoji de palhaço no fim da frase.

O que diz a GVBus e a Ceturb-ES

O transporte coletivo de passageiros já está normalizado na Grande Vitória, conforme nota emitida pela Associação das Empresas de Transporte Metropolitano da Grande Vitória – GVBus, enviada à reportagem do ES Brasil.

Segundo a GVBus, “as empresas Nova Transportes e Santa Zita informam que seguem rigorosamente as regras da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) e não reconhecem qualquer dos pontos específicos reivindicados pela categoria. As operadoras esclarecem ainda que a operação já foi restabelecida e as linhas atendidas por elas já voltaram a circular”.

A Ceturb-ES, Companhia de Transportes Urbanos da Grande Vitória, anunciou que irá receber representantes do sindicato para acompanhar de perto a reivindicação dos profissionais da empresa Santa Zita.

“Mesmo sendo uma questão trabalhista, tratada no âmbito do GVBus, a Companhia vai atuar para que se chegue o mais rápido possível a uma solução para o impasse. Durante a paralisação, que se encerrou por volta das 8h30, a Ceturb-ES acionou as demais empresas do consórcio que atendem o sistema Transcol para garantir o atendimento da população”, informa a nota de Ceturb.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA