23.3 C
Vitória
domingo, 21 abril, 2024

Estudantes capixabas participam de Olimpíada de Matemática

As questões privilegiam o raciocínio lógico e a criatividade

Aproximadamente 25 mil estudantes capixabas realizaram, nesta terça-feira (30), a prova da 1ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) – Nível A, voltada para estudantes de 4º e de 5º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas municipais, estaduais e federais.

Estudantes de todo o Brasil participam da competição. No Espírito Santo, as provas foram aplicadas em 376 escolas, sendo 83 estaduais e 293 municipais. Compostas de 20 questões objetivas com cinco alternativas, sendo apenas uma correta, e estudante teve uma hora e 30 minutos para resolver o teste.

- Continua após a publicidade -

O conteúdo das provas segue os Parâmetros Curriculares Nacionais para estudantes de 4º e 5º anos do Fundamental. As questões privilegiam o raciocínio lógico e a criatividade.

A 1ª OBMEP Nível A reuniu 1,5 milhão de alunos de 4º e 5º anos do Ensino Fundamental de 20 mil escolas públicas de todo o Brasil. No Espírito Santo, foram inscritos 24.686 estudantes, sendo 7.053 da rede pública estadual e 17.633 das redes municipais.

OBMEP

A Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) é promovida pelos ministérios de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e da Educação (MEC), e é uma realização do Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada (IMPA).

O objetivo é estimular o estudo da Matemática e revelar talentos na área. Para incentivar a participação dos alunos são distribuídos materiais didáticos, oferecidas bolsas de iniciação científica aos estudantes e é feito o reconhecimento aos educadores, escolas e secretarias.

*Da redação com informações da secretaria de Estado da Educação

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA