24.9 C
Vitória
terça-feira, 25 junho, 2024

Museu do Negro promove cultura e inclusão em Vitória

Trabalhadores do Mucane discutem vocação do espaço para promover a liberdade e incentivar à cultura da população afrobrasileira

Por Mariah Friedrich

O Museu Capixaba do Negro “Verônica da Pas” (Mucane) marcou a história do Brasil, sendo o primeiro do país dedicado exclusivamente ao povo afrodescendente. Neste 13 de maio, data que simboliza o Dia da Abolição da Escravatura, os trabalhadores do museu apontam a importância desse espaço cultural para a preservação da história, identidade e resistência da comunidade afro-brasileira.

- Continua após a publicidade -

O bibliotecário do Museu Capixaba do Negro, João Luiz Ramos, ressaltou que o surgimento foi possibilitado através de intensa mobilização do movimento negro, liderado por Maria Verônica da Pas, homenageada no nome do museu por ter sido idealizadora do projeto.

“Ela foi médica psiquiatra, militante do movimento negro e perseverou com muito afinco para concretização desse espaço, sendo primeira coordenadora do Mucane”, informou o bibliotecário.

O lugar foi fundado em 1993 pelo ex-governador Albuíno Cunha de Azeredo, único governador negro da história do Espírito Santo. Diferentemente de muitos museus que se concentram na narrativa da escravidão e do sofrimento, o Mucane celebra as potências, arte e manifestações artísticas da comunidade negra, sendo um testemunho de que a história e a cultura afro-brasileira são parte essencial da identidade nacional.

Professor de percussão afro-brasileira no Museu Capixaba do Negro desde 2017, o músico Léo de Paula também exaltou o lugar como um museu vivo, que efetiva a reflexão e difusão das expressões plurais da cultura do povo negro, contribuindo para a reformulação da memória afro-brasileira.

“Provavelmente este é o único espaço onde formalmente a população vai encontrar a pluralidade dessas manifestações, não são muitos locais que oferecem essas oportunidades e o Mucane é um aparato público que concentra essas possibilidades da pesquisa e difusão de saberes”, compartilha o instrutor de percussão Léo de Paula.

Ao longo dos anos, o Mucane se estabeleceu como um centro de excelência, não apenas para artistas e produtores negros, mas também para toda a população capixaba interessada em conhecer e valorizar a herança afro-brasileira. Aberto à comunidade com acesso à oficinas, exposições artísticas e apresentações culturais. Sua estrutura física revitalizada em 2012 e oferece espaços como auditório, biblioteca e galerias de exposição.

O local está aberto à visitação de terça à sábado, das 8h às 11h30; 13h30 às 17h e 19h às 21h. Além disso, o Mucane disponibiliza para empréstimo a sala de dança, auditório e salas de reuniões, além de ceder todo o espaço para realização de eventos.

Museu do Negro promove cultura e inclusão em Vitória
Musico percussionista Leo de Paula – Foto por: Fabio Prieto/ Divulgação

Lançamento do disco Caminhos e Órbitas

Inspirado no movimento dos astros e corpos celestes o músico percussionista Léo de Paula lança seu segundo álbum “Caminhos e Órbitas” nesta sexta-feira (17) e apresenta as composições do novo trabalho em recital-palestra, às 18h, no Mucane. O evento é aberto ao público.

“Para mim é um privilégio apresentar meu segundo álbum no Mucane, inclusive o primeiro  também teve lançamento nesse espaço e foi uma ocasião muito especial. Nesse projeto estou mais conectado ao Afrofuturismo, que lida com questões científicas, tecnologia e outros saberes, conectados à origem. Então, por exemplo, quando eu toco solos contemporâneos de handpan, mas também revisitos instrumentos africanos com outras intenções artísticas, isso tudo acaba dinamizando e propondo outros caminhos”, compartilha o artista. 

Serviço

Recital-palestra: Caminhos e Órbitas
Sexta-feira (17), às 18h
Mucane – Av. República, 121, Centro, Vitória 
Entrada gratuita

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

FIQUE POR DENTRO

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -