26.9 C
Vitória
domingo, 24 outubro, 2021

Ministério Público lança canal para denúncias de violência contra a mulher

Mulheres vítimas de violência ganharam um novo canal para realizarem denúncias. O Ministério Público do Espírito Santo (MPES) lançou nesta semana a Ouvidoria das Mulheres

Por Munik Vieira

Trata-se de um novo canal para atender denúncias de violência doméstica e demais crimes cometidos contra as mulheres. O atendimento será humanizado e realizado apenas por mulheres.

A população pode denunciar casos de violência contra a mulher, inclusive de forma anônima, pelos seguintes canais: telefone 127; e-mail: [email protected] ou Site da Ouvidoria; aplicativo: MPES Cidadão; além das formas tradicionais, diretamente nas Promotorias de Justiça das cidades capixabas e da sede do MPES, na Procuradoria-Geral de Justiça, em Vitória.

Enfrentamento

O ouvidor nacional do Ministério Público, Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, atentou para o fato de a Ouvidoria das Mulheres ser um mecanismo necessário, diante do número de casos de violência doméstica contra as mulheres no país. “O objetivo específico desse canal é justamente ampliar a rede de apoio à mulher vítima de violência, proporcionando um atendimento diferenciado e especializado, a fim de promover um trabalho coordenado e integrado entre todas as unidades do Ministério Público brasileiro e demais instituições envolvidas no enfrentamento da violência doméstica contra a mulher”, explicou o ouvidor nacional do Ministério Público, ressaltando que o combate a essa prática, que aumentou durante o período pandêmico, é necessário e urgente.

Ranking

A procuradora-geral de Justiça do MPES, Luciana Andrade, cumprimentou a todas as autoridades presentes e aos que estavam acompanhando o evento de forma virtual e disse que os índices de violência contra a mulher têm decaído nos últimos anos. “Em 2016, o Espírito Santo era o primeiro no triste ranking de violência contra a mulher. Chegamos a 2021 com 11º lugar. Fizemos muito, mas ainda temos muito por fazer. E nessa data, simbolicamente, estamos fazendo isso, reunidos para inaugurar a Ouvidoria das Mulheres no âmbito do MP capixaba”, realçou.

Dados

Segundo o Núcleo de Enfrentamento às Violências de Gênero em Defesa dos Direitos das Mulheres (Nevid) do MPES, dados levantados em 2021, que mostram 69 mortes violentas de mulheres no período de janeiro a agosto, contra 102 em todo o ano de 2020. Desses 69 homicídios, 28 dos inquéritos foram concluídos. Em 39, há autoria indicada, sendo que 37 desses crimes foram praticados com a utilização de arma de fogo e, entre eles, 27 com mais de um tiro. Outro detalhe apontado é que 24 desses assassinatos foram praticados na Grande Vitória.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade