16.9 C
Vitória
sábado, 31 julho, 2021

Maior prédio do estado será construído em Vila Velha

Obras do prédio residencial com 50 andares no bairro Jockey Itaparica, em Vila Velha, já começaram. Será o maior prédio do estado

Por Samantha Dias

Começou a ser construído em Vila Velha o maior prédio do estado, que terá 50 andares. Após impasse com o Ministério Público Federal (MPF), a construtora responsável recebeu autorização para iniciar as obras do residencial de luxo, que terá 390 apartamentos e está localizado no bairro Jockey de Itaparica, em Vila Velha.

O projeto do Taj Home Resort sofreu alguns entraves e ações ao longo de seis anos e meio. A construção foi liberada neste ano depois de problemas com licenciamento. No ano passado, o Ministério Público Federal moveu uma ação contra o empreendimento e a Prefeitura de Vila Velha por haver risco de que o prédio fizesse sombra sobre a orla de Itaparica antes das 16 horas, contrariando o Plano Diretor do Município (PDM) e prejudicando a vegetação de restinga.

A professora do mestrado em Arquitetura e Cidade da UVV e líder do grupo de pesquisa Dignidade Urbana, Ana Paula Rabello Lyra, disse que toda edificação precisa ser analisada sob o ponto de vista custo X benefício e buscando o equilíbrio nos processos de construção e manutenção e nos impactos na cidade.

“Toda edificação impacta na dinâmica e no urbanismo da cidade, na mobilidade urbana, na paisagem visual da cidade, na sombra da orla da praia, compromete a ventilação natural, entre outras coisas. É preciso analisar os impactos com olhar holístico”, disse Ana Paula.

Além disso, ela ressalta que por todas as repercussões que um empreendimento provoca no espaço urbano, desde a construção é preciso pensar em minimizar os possíveis transtornos para o funcionamento da cidade, como minimizar a emissão de resíduos, priorizar eficiência energética, adotar materiais de revestimento com certificação ambiental, etc.

A professora ressalta que a autorização para a construção do prédio com 50 andares pode abrir precedentes para outros projetos similares no Estado.

A construção começou em maio e a previsão é que fique pronto em 2025. O empreendimento terá duas torres, uma de 25 e outra de 50 andares, sendo essa a torre mais alta do Espírito Santo, e vai ocupar 30 mil metros quadrados, sendo 21.500 somente de área de lazer.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade