16.6 C
Vitória
quarta-feira, 29 junho, 2022

MAES: Exposição vai homenagear Dionísio Del Santo e Raphael Samú

A Biblioteca do MAES foi aberta integral para a comunidade, com um acervo de mais de três mil publicações especializadas em arte. Foto: Divulgação/Ales

A mostra abrirá uma sala permanente com obras de vários artistas, inclusive de Dionísio, que dá nome ao MAES

Com obras de Dionísio Del Santo e Raphael Samú, será aberta na quarta-feira, 09 de março, a nova exposição do Museu de Arte do Espírito Santo (MAES), localizado no centro de Vitória. A mostra “LINGUAGENS: Dionísio/Samú” inaugura uma sala permanente de exibição.

A exibição permanente desses trabalhos e artistas do acervo compõe parte do repertório discursivo do espaço. “Além de nos caracterizar como uma instituição de arte que preserva a história por meio da produção artística de um povo e de um tempo, estamos acompanhando este tempo. Sobre essa perspectiva é fundamental que o acervo do MAES dialogue com os acontecimentos de agora, com a sociedade em sua multiplicidade”, aponta o diretor do Museu, Nicolas Soares.

Parcerias com Instituições

A exposição aponta para uma característica fundamental de sua nova gestão, o contínuo acesso ao Museu, que estará sempre de portas abertas ao público. A mostra possibilitará ações e atividades em relação com o educativo do MAES, como também parcerias e diálogos com outras instituições, escolas e artistas.

Desta forma, o acervo atravessa os programas do Museu em paralelo às exposições temporárias. “É por meio dessas aproximações que atualizamos os trabalhos e artistas que estão em nosso acervo, trazê-los para perto de discussões contemporâneas é fundamental para revisitar e realocar o papel do próprio Museu”, explica o diretor do museu.

Sobre os Artistas

Dionísio Del Santo é o artista que dá nome ao Museu de Arte do Espírito Santo, situando o Museu no cenário da arte moderna e contemporânea pela associação à sua obra. Essencialmente modernista, a produção de Dionísio sublinha a relevância do movimento no cenário artístico capixaba em âmbito nacional, como um dos principais de sua geração a ser reconhecido.

Esta história pode também ser representada pela trajetória de outro artista, Raphael Samú, que concentrou sua atenção às questões modernas entre arte e arquitetura.

Sobre a Curadoria

A exposição tem curadoria da Direção do Museu, em uma imersão nas obras do acervo. “São artistas que reelaboram o ‘concretismo’, assim como tomam partido dos movimentos de seu tempo para trazer debates em torno da sociedade, do trabalho, da urbanidade e da História”, afirma Nicolas Soares.

Ele complementa: “A curadoria caminhou por um aspecto importante e representativo ao corpo de trabalho dos dois artistas: a linguagem, que é expressada por meio de técnicas variadas como nanquim, serigrafia, xilogravura, pintura e mosaico. Tradicionais das práticas artísticas, concentramos o olhar em perceber como Dionísio e Samú esmiúçam as técnicas – criamos um paralelismo que também está manifestado na expografia”.

A curadoria dará margem a amplas discussões que partem desse contorno com a intenção de se aproximar de artistas e produções contemporâneas. Estão previstas ações e atividades ao longo da exposição, dentro da programação do educativo do Museu.

A nova gestão quer o Museu sempre de portas abertas ao público. Foto: Divulgação/Secult

Abertura Integral da Biblioteca

Outro programa para estimular não só a visitação, mas também a produção dentro do Museu, é a abertura integral da Biblioteca do MAES para a comunidade. Com um acervo de mais de três mil publicações especializadas em arte, entre livros, catálogos e revistas, a Biblioteca do MAES é uma porta para o campo da arte e pode também despertar novos interesses em torno do assunto.

“A Biblioteca do MAES passa a abrir no horário de funcionamento do Museu, para qualquer pessoa que queira visitar. Queremos incentivar grupos de estudo, pesquisa e ciclos de leituras comentadas como atividades de nossa biblioteca”, comenta o diretor do MAES.
O funcionamento da Biblioteca do MAES será a partir de março, de segunda a sexta-feira, das 09h às 18h.

Mais Informações sobre a Exposição

Mostra: “LINGUAGENS: Dionísio | Samú”
Abertura: Quarta-feira (09/03)
Horário: 17 horas
Local: Museu de Arte do Espírito Santo (MAES), av. Jerônimo Monteiro, 631 – Centro, Vitória.
Funcionamento: das 10h às 16h

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade