29.9 C
Vitória
segunda-feira, 24 junho, 2024

Julgamento de Trump entra em reta final nesta terça (28)

Após as alegações finais das testemunhas, jurados irão decidir se os procuradores provaram que Trump cometeu o crime

O julgamento do ex-presidente americano Donald Trump entra na fase final nesta terça-feira (28), com as alegações da procuradoria e da defesa. Nas últimas semanas, 22 testemunhas falaram perante o júri reunido num tribunal de Nova York. Trump é acusado de falsificar registros financeiros para ocultar o pagamento pelo silêncio da estrela pornô Stormy Daniels sobre um caso com o republicano. A procuradoria diz que o objetivo da falsificação era influenciar o resultado da eleição de 2016. Trump diz que é inocente.

Os promotores chamaram 20 testemunhas e a defesa chamou duas testemunhas. Trump decidiu não testemunhar em seu próprio nome. O julgamento agora passa para as alegações finais, marcadas para hoje. Depois disso, 12 jurados irão decidir se os procuradores provaram, sem sombra de dúvida, que Trump cometeu o crime. A condenação pode resumir-se à forma como os jurados interpretam o depoimento e quais testemunhas consideram críveis. O júri deve ser unânime. Os registros envolvidos incluem 11 cheques enviados ao ex-advogado de Trump, Michael Cohen, bem como faturas e registros contábeis da empresa relacionados a esses pagamentos.

- Continua após a publicidade -

Stormy Daniels

Durante o depoimento, a ex-atriz pornô Stormy Daniels fez um relato detalhado e às vezes explícito de um encontro sexual que ela diz ter tido com Trump em Nevada em 2006. Depois que eles se conheceram em um torneio de golfe de celebridades, ela apontou que o ex-presidente a convidou para jantar e depois para seu quarto de hotel. O republicano ficou só de cueca enquanto a atriz pornô estava no banheiro, segundo o depoimento.

“Senti a sala girar em câmera lenta. Senti o sangue basicamente deixar minhas mãos e pés”, testemunhou Daniels. “Eu apenas pensei: Oh, meu Deus, o que eu interpretei errado para chegar aqui? Porque a intenção era bem clara, alguém se despiu e ficou de cueca e posou na cama, como se estivesse esperando por você ”

Daniels disse que Trump não a ameaçou fisicamente, mas “minhas próprias inseguranças naquele momento me impediram de dizer não” A atriz pornô apontou que manteve contato com Trump por cerca de um ano na esperança de aparecer em seu programa de TV “O Aprendiz”, mas isso nunca aconteceu.

A atriz também deu declarações sobre o momento em que aceitou US$ 15 mil para uma entrevista para uma revista em 2011. A matéria não foi publicada na época, mas acabou em um site de fofoca sem o consentimento dela. Seu advogado, em consulta com Cohen, reclamou e fez com que a história fosse retirada do ar.

Em 2016, Daniels autorizou o seu empresário a publicar a sua história novamente, mas encontrou pouco interesse até ao lançamento da infame gravação “Access Hollywood” de Trump, em que ele se gaba de ter agarrado os órgãos genitais das mulheres sem a sua permissão. Daniels disse ao júri que aceitou 130 mil dólares de Cohen nas últimas semanas da eleição presidencial de 2016 em troca de um acordo legal para manter a história fora do alcance do público. Os advogados de Trump interrogaram Daniels sobre a sua motivação, obtendo testemunhos de que ela odeia o antigo presidente republicano. Ela rejeitou a sugestão da defesa de que sua história foi inventada.

O depoimento de Daniels estava entre os mais aguardados do julgamento. Ela já havia compartilhado sua história antes, mas esta foi a primeira vez que testemunhou sobre isso diante de Trump. Os advogados de Trump opuseram-se a grande parte do testemunho de Daniels e pediram por duas vezes a anulação do julgamento, argumentando que os seus sentimentos de desequilíbrio de poder com Trump e as suas respostas contundentes sobre o alegado encontro sexual não deveriam ter sido apresentados ao júri. Com informações de Agência Estado

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 221

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA