28.8 C
Vitória
terça-feira, 23 abril, 2024

Indústrias capixabas buscam por fornecedores locais de uniformes

Imetame e Estel estão em busca de fornecedores no Espírito Santo que façam a entrega de uniformes em tempo ágil

Amanda Amaral

As empresas Imetame e Estel estão bem busca de fornecedores capixabas para suprirem a demanda por uniformes em tempo ágil. Ambas alegam que adquirem o produto em outros estados.

- Continua após a publicidade -

A constatação foi realizada durante a última Rodada de Negócios promovida pela Federação do Estado do Espírito Santo (Findes) no Dia de +Indústria, semana passada em Aracruz. O evento visa a promover vendas entre empresas de diferentes portes e setores no Estado.

Prazo de entrega

O gestor da área de Compras e Suprimentos da Imetame, Nilson Marins, mostrou que quase todos os produtos da metalúrgica são fornecidos por outros estados. Mas há interesse em trazer para o Espírito Santo a produção de uniformes.

“Adquirir equipamentos de segurança e uniformes no Estado é nossa dificuldade. Mas o gargalo maior é por conta do prazo de entrega, pois temos uma demanda que exige agilidade e sentimos muita falta de fornecedores que nos atendam nesse quesito. Precisamos que as empresas locais se preparem”, explicou.

Outras oportunidades abertas pela Imetame são locações de gerador, compressor e guindaste.

Abertura de licitação

Responsável pelo setor de Oficinas e Suprimentos da Estel, Ronaldo Ferreira, abriu a apresentação da empresa mostrando que há oportunidade futura para empresas fornecedoras de uniformes. Devido à agilidade no fornecimento, o setor também adquiriu de outro Estado.

“Abriremos licitação para fornecimento de uniformes no próximo ano, uma oportunidade para que as empresas se organizem. Outro ponto é que a Estel tem participado em diversos projetos de papel e celulose, metalurgia, caldeiraria, mineração, óleo e gás e outros. Estamos com um cenário de projetos e eles abrem possibilidades na região”, contou.

Litoral Centro-Norte

A presidente da Findes, Cris Samorini, destacou o esforço da Federação em dedicar especialistas para atender os municípios nas diferentes demandas locais, além de falar como o evento demonstra o potencial que a indústria tem, e também a capacidade dos municípios em ancorar esse desenvolvimento.

“Juntos, os municípios da regional Litoral Centro-Norte somam R$ 7 bilhões no PIB. Deste montante, a participação da indústria alcança quase 40%. Sem contar que Aracruz é a segunda regional que mais emprega mão de obra da aprendizagem industrial. Muito nos orgulha ver os resultados de nossos esforços empenhados desde a educação infantil até a técnica dando frutos e impulsionando negócios”, citou.

Expansão do IEL

Indústrias capixabas buscam por fornecedores locais de uniformes
A presidente da Findes, Cris Samorini, comentou sobre a participação da região Norte no PIB estadual. Foto: Divulgação/Findes

O Dia de +Indústria em Aracruz contou com ações voltadas para o associativismo e para a geração de negócios para as indústrias da região Norte do Espírito Santo. Na ocasião, o prefeito de Aracruz, Luiz Carlos Coutinho, comemorou em receber o Dia de +Indústria no município.

“É com muita satisfação que participamos desse encontro e Aracruz tem muito a celebrar com o desenvolvimento que tem recebido com a instalação de novas indústrias. Muitas mãos fazem uma cidade crescer ainda melhor”, disse.

No evento, houve a expansão do Instituto Euvaldo Lodi do Espírito Santo (IEL-ES) no município e a unidade de ensino passou a se chamar “Centro Integrado Sesi Senai IEL”. Com isso, a região contará com um portfólio de cursos presenciais, três deles já estão disponíveis: Soft Skills para Performance em Vendas; Avaliação de Desempenho; e Gestão do Tempo e Produtividade.

“O IEL-ES atua criando espaços que estimulem pessoas a pensar em desenvolvimento e estratégia. Colocamos as pessoas no centro de tudo, para que elas façam a diferença nas organizações. Dessa forma promovemos uma aproximação desses profissionais com os sindicatos e com as demandas necessárias para que possamos desenvolver produtos pontuais na região”, contou o superintendente do IEL-ES, Alessandro de Castro.

Com informações da Findes. 

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA