18.5 C
Vitória
quinta-feira, 9 julho, 2020

Força-tarefa na Serra contribui para queda de homicídios

Leia Também

ES registra mais de 58 mil pessoas confirmadas com o novo coronavírus

Destes, 39.609 já estão curados. O número de mortes também subiu nas últimas 24 horas. São 1.911 óbitos, ante os 1.879 de ontem (07). O índice de letalidade está em 3,26%.

Provas do Enem serão realizadas em janeiro de 2021

O anúncio foi realizado por meio de coletiva de imprensa, que contou com a presença do secretário-executivo do Ministério da Educação (MEC), Paulo Vogel, e o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes.

Vendas de veículos novos apresentam retração em maio

Já no acumulado dos cinco meses de 2020, os 21.187 veículos emplacados registraram 25,98% abaixo do resultado verificado no mesmo período do ano passado, quando foram  vendidas 28.624 unidades.

Mais recursos para atendimento a pessoas em situação de rua

De acordo com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), a verba será doada pelo governo estadual, que repassará R$ 376,2 mil para a realização de ações em três meses.

Uma das atuações realizadas no primeiro semestre foram 92 ações de fiscalização a ocupações irregulares

Os índices de homicídios seguem em queda no município da Serra. No primeiro semestre deste ano foi registrada uma redução de 31% nas ocorrências ante o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pela prefeitura na última sexta-feira (19).

Junto com os trabalhos desenvolvidos pelas polícias Civil e Militar, pelo Ministério Público e Poder Judiciário, o poder executivo municipal tem sua parcela de contribuição na diminuição da violência no município. Ações integradas para coibir ocupações irregulares, fiscalizações a bares e boates e a presença da Guarda Civil Municipal no patrulhamento diário estão entre os trabalhos do município que refletem na queda dos índices de homicídios.

“Quando interditamos bares que funcionam como fachada para casas de prostituição ou evitamos as ocupações desordenadas nos bairros, criamos condições que favorecem a ordem pública e a consequentemente evitam situações que possam resultar em homicídios”, afirma o secretário de Defesa Social da Serra, Maximiliano Werneck de Souza.

Foram realizadas no primeiro semestre 92 ações de fiscalização a ocupações irregulares. Já as operações integradas direcionadas a bares, feitas por equipes da fiscalização municipal, da Vigilância Sanitária e da Guarda Civil Municipal resultaram na autuação de nove estabelecimentos, dos quais três foram interditados.

O secretário Werneck destaca também a atuação do Departamento de Operações de Trânsito, seja nas fiscalizações ou participação de operações, seja promovendo a palestras e atividades de fiscalização de trânsito.

Werneck ressalta que muitas das melhorias e serviços prestados pela Prefeitura, embora a princípio não sejam voltados para a segurança, contribuem com os trabalhos das polícias e da Guarda Municipal e com isso geram impacto na redução dos índices de homicídios.

“Quase todo mundo já ouviu falar de algum crime cometido em um terreno baldio ou por alguém que estava escondido nele. Quando a prefeitura determina que os donos desses terrenos mantenha-os limpos e cercados, promove o ordenamento urbano necessário para a plena aplicação de ações de segurança pública”, diz o secretário, lembrando que neste primeiro semestre a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) fez 2.692 notificações a terrenos baldios.

Outra iniciativa semelhante foram os investimentos em iluminação pública, que já atingiram 100% dos bairros da Serra. Agora está investindo cerca de R$ 4,2 milhões no entorno da BR 101, entre Carapina e Divinópolis, com o incremento de 700 novos postes de iluminação e 2.900 luminárias de LED.

O secretário destaca também os cursos e encaminhamentos para empregos promovidos pela Secretaria de Trabalho Emprego e Renda (Seter). “No mês passado foram feitas inscrições para 78 vagas do Programa Jovem Aprendiz da ArcelorMittal, gerando emprego e renda para jovens da Serra”.

“O valor da bolsa é de meio salário mínimo, mais vale-transporte e plano de saúde. Em uma família com renda de R$ 2 mil reais, por exemplo, a bolsa leva a um incremento de aproximadamente 25% na renda, sendo, assim, uma poderosa forma de promover inserção social para jovens da Serra”, finaliza o secretário.


LEIA TAMBÉM
Continua após a publicidade

ES Brasil Digital

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vendas do varejo sobem 13,9% em maio ante abril, revela IBGE

As vendas do comércio varejista ampliado acumularam queda de 8,6% no ano e redução de 1% em 12 meses. Confira! Por Daniela Amorim (AE) As vendas...

Sicoob ES vai liberar R$ 200 milhões para produtores de café

O volume será disponibilizado mais cedo este ano, neste mês, como uma medida do Ministério da Agricultura para apoiar o setor neste momento de pandemia.

Dia Mundial do Chocolate: destaque na produção da matéria-prima no ES

O Espírito Santo produz cerca de oito mil toneladas de cacau por ano. Isso porque o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) apoia os agricultores, fomentando a produção de cacau no território capixaba.

Ministérios defendem venda de refinarias após Congresso pedir bloqueio

Pastas da Economia e de Minas e Energia emitiram nota. Saiba mais!  A privatização de refinarias da Petrobras encontra aval em decisões recentes do Supremo...

Vida Capixaba

Shopping Vitória realiza liquidação virtual nesta semana

A RED TAG (etiqueta vermelha), uma liquidação virtual dentro da Vitrine SV, entre os dias 8 e 10 de julho.

Webinar aborda a construção em aço na era da Indústria 4.0

A webinar “Construção em aço na era da Indústria 4.0”, que será realizada nesta quinta-feira (09), a partir das 17 horas.

Como fica o tempo nesta semana no Espírito Santo? Veja!

De acordo com o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), a previsão é de poucas nuvens e sem chuvas nas regiões capixabas.

Centro de Quarentena começa a funcionar em Vitória

A previsão é acolher cerca de 800 pessoas até o fim do ano. E para atender os pacientes, foi montada uma equipe com 44 profissionais, entre assistentes sociais, técnicos de enfermagem, entre outros.
Continua após publicidade