Força-tarefa na Serra contribui para queda de homicídios

Para que o número de homicídios da Serra estejam caindo, uma força-tarefa de secretarias atua fortemente visando aos resultados (Fotografia - Fred Loureiro/Divulgação)

Uma das atuações realizadas no primeiro semestre foram 92 ações de fiscalização a ocupações irregulares

Os índices de homicídios seguem em queda no município da Serra. No primeiro semestre deste ano foi registrada uma redução de 31% nas ocorrências ante o mesmo período do ano passado, segundo dados divulgados pela prefeitura na última sexta-feira (19).

Junto com os trabalhos desenvolvidos pelas polícias Civil e Militar, pelo Ministério Público e Poder Judiciário, o poder executivo municipal tem sua parcela de contribuição na diminuição da violência no município. Ações integradas para coibir ocupações irregulares, fiscalizações a bares e boates e a presença da Guarda Civil Municipal no patrulhamento diário estão entre os trabalhos do município que refletem na queda dos índices de homicídios.

“Quando interditamos bares que funcionam como fachada para casas de prostituição ou evitamos as ocupações desordenadas nos bairros, criamos condições que favorecem a ordem pública e a consequentemente evitam situações que possam resultar em homicídios”, afirma o secretário de Defesa Social da Serra, Maximiliano Werneck de Souza.

Foram realizadas no primeiro semestre 92 ações de fiscalização a ocupações irregulares. Já as operações integradas direcionadas a bares, feitas por equipes da fiscalização municipal, da Vigilância Sanitária e da Guarda Civil Municipal resultaram na autuação de nove estabelecimentos, dos quais três foram interditados.

O secretário Werneck destaca também a atuação do Departamento de Operações de Trânsito, seja nas fiscalizações ou participação de operações, seja promovendo a palestras e atividades de fiscalização de trânsito.

Werneck ressalta que muitas das melhorias e serviços prestados pela Prefeitura, embora a princípio não sejam voltados para a segurança, contribuem com os trabalhos das polícias e da Guarda Municipal e com isso geram impacto na redução dos índices de homicídios.

“Quase todo mundo já ouviu falar de algum crime cometido em um terreno baldio ou por alguém que estava escondido nele. Quando a prefeitura determina que os donos desses terrenos mantenha-os limpos e cercados, promove o ordenamento urbano necessário para a plena aplicação de ações de segurança pública”, diz o secretário, lembrando que neste primeiro semestre a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) fez 2.692 notificações a terrenos baldios.

Outra iniciativa semelhante foram os investimentos em iluminação pública, que já atingiram 100% dos bairros da Serra. Agora está investindo cerca de R$ 4,2 milhões no entorno da BR 101, entre Carapina e Divinópolis, com o incremento de 700 novos postes de iluminação e 2.900 luminárias de LED.

O secretário destaca também os cursos e encaminhamentos para empregos promovidos pela Secretaria de Trabalho Emprego e Renda (Seter). “No mês passado foram feitas inscrições para 78 vagas do Programa Jovem Aprendiz da ArcelorMittal, gerando emprego e renda para jovens da Serra”.

“O valor da bolsa é de meio salário mínimo, mais vale-transporte e plano de saúde. Em uma família com renda de R$ 2 mil reais, por exemplo, a bolsa leva a um incremento de aproximadamente 25% na renda, sendo, assim, uma poderosa forma de promover inserção social para jovens da Serra”, finaliza o secretário.


LEIA TAMBÉM
Conteúdo Publicitário