Vila Velha: segurança com implantação de mais câmeras

(Fotografia - Felix Falcão)

O programa completa um ano de implantação neste mês de março

A Prefeitura de Vila Velha ampliará a fiscalização por câmeras nas vias do município em seis novos pontos. Após um ano, trouxe mais segurança ao moradores e comerciantes da cidade. Houve redução no número de acidentes, aumentou o nível de conscientização dos condutores e diminuiu os números gerais de infrações no período.

Neste mês de março, em que o programa completa um ano de implantação, foram registradas apenas 65 autuações com uma média mensal de pouco mais de 150 autuações ao longo de 2018. Ao todo foram lavradas 2.059.

O ranking continua a ser liderado pela infração falta do uso de cinto de segurança com 47,1% do total de autuações. Em segundo lugar ficou o estacionamento irregular com 18,2%, seguido quase empatado com o uso do celular ao volante com 17,2%, com apenas um ponto percentual abaixo.

Dirigir sem o cinto de segurança é uma infração grave, com a perda de cinco pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e uma multa de R$ 195,23. Já o motorista flagrado com o celular ao volante incorre numa infração gravíssima, com uma multa de R$ 293,47 e sete pontos na CNH. As infrações de estacionamento podem ser gravíssima, grave, média ou leve com um valor que oscila entre R$ 88,38 e R$ 293,47 e de 3 a 7 pontos na carteira.

“Está provado que a fiscalização por vídeo é eficaz e ajuda na redução do números de acidentes”, afirmou o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, coronel Oberacy Emmerich Júnior ao avaliar o programa. Ele também acrescentou: “Nós já estamos estudando a ampliação para mais seis pontos ainda este ano”. O coordenador da Central de Videomonitoramento, Fábio Barcelos, disse que a fiscalização mexe com o comportamento do motorista. “A gente percebe que o projeto acaba alterando positivamente com o comportamento do condutor, em função da queda do número de infrações e aumento da conscientização”, destacou.

Dois seis pontos de fiscalização por câmeras, apenas o da Rua Inácio Higino com a Frei Aurélio Stulzer, Praia da Costa, foi implantado há três meses. Os outros locais fiscalizados ficam no cruzamento das avenidas Leila Diniz com a Sérgio Cardoso, em Novo México; nas avenidas Hugo Musso com a Champagnat, na Praia da Costa; entre as avenidas Carlos Lindenberg com a Jerônimo Monteiro (Shopping da terra); no entroncamento da Avenida Carlos Lindenberg com a Rua Emidio Ferreira Sacramento (Posto 7), em Aribiri e nas avenidas Jerônimo Monteiro com a do Sol, na Glória.

Conteúdo Publicitário