26 C
Vitória
domingo, 14 DE julho DE 2024

ES: exportações de rochas ornamentais atingem US$ 1,05 bilhão em 2022

O Espírito Santo continua como o maior estado exportador de rochas ornamentais no Brasil, responsável por quase 82% do faturamento do país

Por Amanda Amaral 

Em 2022, o setor de rochas ornamentais no Espírito Santo exportou US$ 1,05 bilhão, uma queda de 5,9% se comparado ao ano anterior. O Estado é o maior exportador de pedras naturais do Brasil. 

- Continua após a publicidade -

Em 2022, Estados Unidos, China e Itália representaram, respectivamente, 58%, 13% e 8% do total das exportações do país. A nível estadual, o comportamento é semelhante, com os três países absorvendo 81% das exportações capixabas. De tudo que é exportado pelo Espírito Santo, 67% têm os EUA como destino, 9% a China e 5% a Itália.

Espírito Santo (81,8%), Minas Gerais (10,9%) e Ceará (3,1%), foram os estados brasileiros que mais exportaram rochas naturais em 2022. Contudo, os estados de Minas Gerais e Ceará registraram alta de 5,2% e 5,4%, respectivamente, no ano passado.

Início do ano

Segundo o Sindicato das Indústrias de Rochas Ornamentais, Cal e Calcários do Estado (Sindirochas) o setor capixaba começou o ano de forma positiva, atingindo, ainda no primeiro semestre, evolução de quase 8,4% em relação ao ano anterior. No entanto, acompanhando o comportamento das exportações nacionais, a partir de outubro, o setor registrou queda.

O Brasil, após o positivo número alcançado em 2021, quando bateu recorde histórico com as exportações novamente com o Espírito Santo em 1º lugar no ranking dos maiores exportadores, exportou US$ 1,28 bilhão de dólares em 2022, um recuo de 4%

O dado foi divulgado pelo Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (Centrorochas), que explica que um dos motivos para a queda foi o histórico de desafios logísticos.

Transporte de cargas

rochas ornamentais
Segundo Tales Machado, foram muitos os desafios como a complexidade logística. Foto: Divulgação/Centrorochas

O transporte de cargas é vital para o segmento que tem Estados Unidos, China e Itália como principais clientes. “O comportamento do setor nos três primeiros trimestres do ano de 2022 apontavam para possível estabilidade, ou mesmo crescimento em relação a 2021, porém, resultados expressivos e negativos nos meses do último trimestre conduziram para uma redução em relação a 2021. Enfrentamos muitos desafios como a complexidade logística, alta no valor do frete marítimo, principais clientes com estoque abastecido e, claro, a concorrência com os materiais artificiais. Os números do último trimestre/22 apontaram uma expressiva retração nas exportações, podendo haver ainda reflexos no 1º bimestre de 2023, mas temos a expectativa de que o mercado venha a reagir”, afirma o presidente do Centrorochas, Tales Machado.

O presidente do Sindirochas, Ed Martins, alinha-se com a opinião do dirigente da entidade nacional do setor. “Entendo que uma série de fatores contribuíram para tal resultado. Juntam aos já mencionados a queda na atividade econômica em nossos principais mercados e o redirecionamento de recursos para aquisição de materiais concorrentes que estavam com a indicação de elevação de carga tributária em curto prazo”, apontou.

Otimismo

No entanto, os dois líderes setoriais apontam o setor de rochas como otimista e resiliente indicando, entre outros motivos, a busca de novos mercados e novas formas de atender aos tradicionais como fatores para uma possível retomada.

Para este ano, várias ações voltadas para o mercado externo estão programadas por meio do It’s Natural – Brazilian Natural Stone – projeto para promoção das rochas brasileiras no mercado internacional, desenvolvido pelo Centrorochas em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil).

Sobre o programa de exportações

O It’s Natural – Brazilian Natural Stone tem por objetivos estimular e aumentar as exportações de rochas ornamentais brasileiras, através de um conjunto de ações estratégicas de internacionalização com ações de promoção, fortalecimento da imagem e desenvolvimento do setor no mercado mundial.

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 222

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA