26 C
Vitória
quinta-feira, 18 abril, 2024

Um profissional que cuida da saúde mental das pessoas

No Dia do Psicólogo, celebrado nesta terça-feira (27), é importante lembrar que o Brasil tem um número alto de pessoas com ansiedade. E o profissional surge para cuidar dessas e outras doenças

Sabe aqueles dias em que acordamos desanimados, tristes, sem vontade de fazer nada? Esses podem ser sintomas de depressão. Mas para tratar os sintomas existem profissionais aptos, os psicólogos.

Nesta terça-feira (27), é celebrado o Dia do Psicólogo, profissional da área da saúde responsável por estudar e orientar o comportamento humano, lidando com os sentimentos, traumas e crises das pessoas.

- Continua após a publicidade -

Estes profissionais se tornam cada vez mais essenciais. De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com o maior número de pessoas ansiosas do mundo: 9,3% da população.

E eles podem estar em qualquer lugar. Seja fisicamente ou on-line. Isso mesmo. Você pode solicitar o atendimento de um psicólogo por meio de plataformas que proporcionaram uma revolução neste mercado de trabalho, permitindo que estes profissionais façam mais atendimentos com uma gama maior de pacientes ao seu alcance.

Além disso, conseguem agendar atendim entos presenciais e online e são uma excelente opção para jovens profissionais que estão iniciando suas carreiras clínicas. Com certeza, essas ferramentas são agentes modificadores da carreira de psicólogo, que hoje se forma com um mercado mais digitalizado.

Como escolher um profissional?

Em algum momento da vida todos se sentem sobrecarregados. Mas como encontrar um profissional com o qual você se identifica? É necessário que o paciente se sinta acolhido e ouvido.

Um profissional que cuida da saúde mental das pessoas
Fonte: Calendarr

A enfermeira Livia Alves contou que logo na primeira sessão com sua psicóloga houve empatia. “Comecei a fazer sessões por indicação da minha mãe. Ela me indicou a profissional que me consulto hoje. Ela se mostrou ter a cabeça aberta e me deixou muito à vontade. Tivemos empatia logo no início. Hoje, sou apaixonada e continuo fazendo as sessões”, disse.

Ela disse que o irmão também teve a mesma sensação. “Ele também percebeu que ela é uma profissional que está aberta a ajudar. Se não houver o mínimo de empatia o tratamento não flui. Por isso, sempre a indico”, finalizou.


Leia mais:

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA