CNH ficará mais barata a partir do próximo mês

Foto: Reprodução

O valor da carteira de habilitação ficará 20% mais barata. Mudança foi anunciada pelo Contran

A emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ficará até 20% mais barata a partir de 15 de setembro, segundo o Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Com essa e outras medidas, o governo visa uma redução de custo 15%.

Outras mudanças previstas são o fim da obrigatoriedade das aulas no simulador e a redução das aulas práticas para as categorias A e B. Antes, das 25 horas de aulas, cinco eram em período noturno. Com a medida, as aulas noturnas passam para apenas uma hora/aula.

A categoria A (motocicletas, motonetas e triciclos) não sofreu alterações. A quantidade de aulas práticas permanece inalterada, permanecendo em 20 horas/aula. Entretanto, as aulas noturnas deixam de ser quatro e passam a ser uma.

Simulador

O fim da obrigatoriedade do simulador também é algo que foi fixado pelo Contran. Mesmo que não seja obrigatório não quer dizer que ele deixará de existir, segundo o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas.

“Ninguém conseguiu demonstrar que isso tem importância para formação do condutor. Nos países ao redor do mundo, com excelentes níveis de segurança no trânsito, não há essa obrigatoriedade”, disse Freitas.

Os alunos que desejarem fazer as aulas no simulador poderão solicitar ao Centro de Formação de Condutores (CFC), mas não poderão passar 5h/ aula e a capacitação deverá ser feita antes das aulas práticas em vias públicas.

Ciclomotor

A necessidade de aulas teóricas e práticas para tirar a Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC), as chamadas “cinquentinhas”, também foram suspensas por um ano. Para isso, será realizada apenas a prova prática e teórica. Além disso, as aulas cairão de 20 para cinco, podendo ser feitas em um ciclomotor particular.

 

Conteúdo Publicitário