26 C
Vitória
terça-feira, 23 abril, 2024

Dia do Enólogo: 594 propriedades envolvidas na produção de uva no ES

O Dia do Enólogo também pode ser comemorado no Espírito Santo, que apesar da produção inicial, produz vinhos premiados

Por Amanda Amaral 

No Dia do Enólogo, neste sábado (22), municípios capixabas como Santa Teresa e Alfredo Chaves já tem o que comemorar em homenagem ao profissional que domina a ciência do vinho. Apesar de pequena, a produção no Espírito Santo vem se destacando, inclusive com prêmios. Por ano, para a produzir a bebida e, também suco de uva, são destinados em torno de 550 toneladas.

- Continua após a publicidade -

Beneficiados pelo clima e solo de microrregiões do Estado que propiciam o cultivo da videira, foi criado o Polo de Vitivinicultura pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper).

A iniciativa envolve 38 municípios capixabas responsáveis por uma área plantada de 175 hectares – um hectare equivale a um campo de futebol, 594 propriedades de base familiar estão envolvidas nesta cadeia produtiva.

Produção de vinho e suco

A produção do Polo é de 2.466 toneladas de uva, sendo que 1.900 toneladas são destinadas para comercialização de frutos de mesa e 550 toneladas para a produção de vinho e suco. As variedades mais cultivadas no Espírito Santo voltadas para a produção da bebida são: Cabernet Sauvignon; Tannat; Bordô; BRS Lorena; e Moscato Embrapa.

Os municípios de Santa Teresa, Santa Maria de Jetibá, Santa Leopoldina, Domingos Martins, Marechal Floriano, Venda Nova do Imigrante, Conceição do Castelo e Alfredo Chaves se destacam entre os maiores produtores de uva no Espírito Santo.

Santa Teresa

Somente Santa Teresa possui 53 hectares de área plantada da fruta, segundo o Incaper, que destaca que a dedicação dos produtores da região e a maior organização da cadeia produtiva, possibilitam mais investimentos em políticas públicas para fortalecer o setor.
A produção do município sozinho é de 700 toneladas por ano, 80% do total produzido no Estado, de acordo com a Prefeitura de Santa Teresa.

Vinho premiado

A cultura do vinho na região teve início com os imigrantes italianos. De acordo com a administração municipal, são produzidos em média 80 mil litros de vinho em dez 10 vinícolas instaladas em Santa Teresa.

Além disso, o município também foi destaque no Brasil com a premiação do Tabocas Cabernet Sauvignon (safra 2017), produzido no Vale do Tabocas, localizada em Santa Teresa.

A bebida ganhou medalha de ouro no concurso “Wines of Brazil Awards 2020 ”, realizado pela Vini Bra Expo, no Rio de Janeiro.

Alfredo Chaves

Em Alfredo Chaves, a uva também tem ganhado destaque, já que é cultivada há mais de cem anos pelos italianos. As videiras estão presentes em cerca de 15 propriedades, em altitudes que variam de 250 a 1.036 metros, nas comunidades de São Bento de Urânia, São Francisco de Urânia, Córrego da Fortuna, Rio Novo de Matilde, Iriritimirim, Ibitiruí e Cachoeira Alta.

dia do enólogo
A vinícola Tabocas, em Santa Teresa, produz vinhos premiados. Foto: Vinícola Tabocas

Mesa e suco

Segundo o Incaper, a participação da uva produzida no Espírito Santo no mercado capixaba ainda é muito incipiente, mas com potencial de crescimento para uvas de mesa, uma vez que o Estado importa uvas principalmente do estado de Pernambuco e também de outros países.

Para este tipo de comercialização, a variedade Niágara Rosada representa 80% da produção de uva para mesa no Estado, com grande expectativa para as variedades sem semente, como BRS Vitória e BRS Isis.

Com relação à mercado, outra grande possibilidade para o setor destacada pelo Incaper é a agroindustrialização, com foco na produção de suco. Para este tipo de produção destinam-se pomares das variedades Bordô; BRS Carmem; BRS Cora, BRS Violeta e Isabel

 

Entre para nosso grupo do WhatsApp

Receba nossas últimas notícias em primeira mão.

Matérias relacionadas

Continua após a publicidade

EDIÇÃO DIGITAL

Edição 220

RÁDIO ES BRASIL

Continua após publicidade

Vida Capixaba

- Continua após a publicidade -

Política e ECONOMIA