26.6 C
Vitória
quarta-feira, 1 dezembro, 2021

“Conteúdo impróprio” proibido nas escolas de Vila Velha

O projeto que proíbe “conteúdo impróprio” nas escolas de Vila Velha foi aprovado pela Câmara de Vereadores do município

Por Josué de Oliveira

A Câmara de Vila Velha aprovou, projeto do vereador Devacir Rabello que proíbe “conteúdo impróprio” nas escolas do município. A matéria agora segue para avaliação do prefeito Arnaldinho Borgo.

Pelo projeto, fica proibido qualquer tipo de conteúdo audiovisual, escrito e obras, ou manifestações artísticas que contenham ou façam apologia à pornografia.

Além disso, material com conteúdo erótico, violência contra a mulher e ao tráfico de drogas na rede municipal de ensino também não serão liberados.

Em justificativa, o vereador explica que o Projeto de Lei tem a finalidade reduzir o impacto negativo que a inserção de músicas, filmes, teatros e cartilhas com esses conteúdos proporcionam às crianças e adolescentes.

Devacir Rabello esclareceu que não se trata da proibição de educação sexual nas escolas.

Segundo ele, dentro dos limites e da idade adequada a educação sexual tem por objetivo, inclusive, a prevenção da gravidez precoce.

“Foi um projeto muito bem pensado antes de apresentar. Não há uma crítica sequer na cidade sobre essa aprovação. A erotização das crianças por músicas, por exemplo, é real. Muitas fazem apologia ao tráfico, a violência e conteúdo erótico”.

- Publicidade -

Matérias relacionadas

Continua após publicidade

Fique por dentro

Vida Capixaba

Continua após publicidade